José Patrício/AE
José Patrício/AE

Robert marca e Palmeiras avança na Copa do Brasil

Vitória por 1 a 0 sobre o Paysandu, em casa, é o suficiente para chegar às oitavas de final

Alan Rafael Villaverde, estadão.com.br

31 de março de 2010 | 23h51

O Palmeiras venceu o Paysandu por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, no Palestra Itália, na partida de volta pela segunda fase da Copa do Brasil. O resultado foi o suficiente para se classificar às oitavas de final.

Veja também:

linkCopa do Brasil - mais notícias

linkCopa do Brasil - tabela Tabela

Agora, o Palmeiras encara o vencedor do confronto entre Atlético-PR e Sampaio Corrêa (MA), que acontece nesta quinta-feira, em Curitiba. O primeiro jogo terminou no empate em 1 a 1.

A classificação, no entanto, não esconde os problemas que o técnico Antônio Carlos tem de resolver, como a falta de cobertura nas laterais, o meio-campo lento, sem criatividade, assim como os erros nas conclusões. 

Dentre os problemas existe uma boa notícia: o atacante Robert continua a fazer gols. Marcou mais um, seu 13.º no ano, gol que dá mais tranquilidade ao time para se preparar."Agora temos tempo para trabalhar e pensar mais na Copa do Brasil. Vamos estar bem melhor, e temos time para ser campeão", disse o artilheiro.

O JOGO

O primeiro tempo da partida foi sofrível para os torcedores palmeirenses. O Palmeiras criou poucas chances de abrir o placar. E, quando a oportunidade aparecia, o árbitro Pablo dos Santos Alves interferiu ao não marcar pênalti aos 29 minutos, quando o zagueiro do Paysandu, Paulão, desviou a bola para evitar o cabeceio de Robert.

 Palmeiras1
Marcos; Márcio Araújo, Léo, Danilo e Eduardo; Pierre    , Edinho, Diego Souza e Ivo (Souza); Bruno Paulo (Vinícius) e Robert     (Joãozinho)
Técnico: Antônio Carlos
 Paysandu0
Alexandre Favaro; Paulão, Leandro Camilo    , Rogério Corrêa     e Cláudio Allax     (Flávio Medina); Tácio (William), Sandro    , Marquinhos e Zeziel; Moisés e Didi (Bruno Rangel)
Técnico: Charles Guerreiro
Gols: Robert, aos 15 minutos do segundo tempo

Árbitro: Pablo dos Santos Alves (RJ)

Renda: R$ 151.190,00

Público: 7.406 total

Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP)

O segundo tempo começou um pouco mais animado, com o Palmeiras disposto a fazer pelo menos um gol e liquidar com qualquer possibilidade de desclassificação. E, como o Paysandu não acertava contra-ataque algum, o lateral Armero desceu como quis e, aos 15 minutos, cruzou na medida para o gol de cabeça de Robert.

A vantagem no placar deu mais liberdade ao Palmeiras para tocar a bola e criar duas boas jogadas para ampliar o placar, o que não aconteceu. Por sorte, o Paysandu do técnico Charles Guerreiro não contava com um bom ataque. Nem o velho Didi, ex-Corinthians, adiantou.

NOTAS

Bruno Paulo fez sua estreia no Palmeiras; jogador, oriundo do Flamengo, não jogava havia seis meses +++ Paysandu mantém sua base de veteranos, entre eles Didi e Sandro Goiano +++ Agora, Palmeiras soma quatro vitórias, três empates e três derrotas no Palestra Itália, neste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.