Robert Scheidt inspira Picerni no esporte

Pode um velejador inspirar um técnico de futebol? No Palmeiras isso é possível e a prova foi o depoimento de Jair Picerni sobre Robert Scheidt. O treinador, que se descreve como um "alucinado por vitórias", ficou impressionado com um documentário divulgado pelo canal SporTV sobre iatista que tem atualmente um currículo de 104 títulos, dos quais um ouro na Olimpíada de Atlanta e seis títulos mundiais na classe Laser. "Uma das coisas que mais me impressionaram foi uma passagem na qual ele contava que ficou sem metade do leme enquanto estava no mar e lembrou das palavras do pai dele, de que poderia perder meio leme, mas não o espírito vencedor", conta Picerni. "Até anotei a frase com os jogadores."O técnico palmeirense diz que também se identificou com a idéia do velejador de usar a coragem para enfrentar a técnica e a tática dos adversários. "Que exemplo de cara!", observa. Mesmo sendo informado do fato de Scheidt ser torcedor do Santos, Picerni não descartou a possibilidade de o velejador eventualmente participar de uma palestra com o time. "Mas isso se houver oportunidade. Não há nada programado."A empolgação de Picerni diminuiu um pouco quando o assunto foi futebol. Afinal, não ficou nem um pouco satisfeito com o desempenho do time no empate por 2 a 2 no treino com o Nacional, no qual os titulares saíram perdendo no primeiro tempo por 2 a 1. Por outro lado, viu pelo lado positivo o controle emocional da equipe contra um adversário muito agressivo. O volante Magrão foi poupado, mas o atacante Vágner Love participou de parte das atividades e garantiu que a tendinite no joelho que o incomodou na terça-feira estará curada até sábado, dia do jogo contra o São Caetano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.