Roberto Baggio: goleada na despedida

O meia Roberto Baggio - um dos maiores jogadores da história do futebol italiano - se despediu neste domingo dos gramados. Mas não foi a despedida que esperava. Jogando no estádio San Siro, em Milão, a sua equipe, o Brescia, perdeu por 4 a 2 para o Milan, justamente uma das seis equipes pelas quais passou em seus 14 anos como jogador profissional. Baggio - que foi eleito o Jogador do Ano na Europa - chegou a sonhar com uma despedida diferente. Ele até cogitou disputar a Eurocopa 2004, a partir de junho, em Portugal, mas decidiu parar antes. Vice-campeão mundial com a Itália na Copa do Mundo de 1994, Baggio começou a careira no Vicenza. Passou pela Fiorentina, Juventus, Milan, Bologna, Inter de Milão e, por fim, o Brescia. Aos 37 anos, ele já havia anunciado que pararia no final da temporada.?Esta foi uma decisão muito difícil, mas está tomada. É duro, mas tem de ser assim?, disse ele. Ganhador da Bola de Ouro em 93, Baggio vestiu a camisa da seleção italiana pela última vez no amistoso contra a Espanha (1 a 1), realizado no dia 28 de abril, em Gênova.Apesar de ser considerado um dos jogadores de melhor aproveitamento nas cobranças de pênalti da história co "calcio", Roberto Baggio ficou marcado para o público internacional como o homem que perdeu um pênalti numa final de Copa do Mundo.Foi na Copa de 94, nos Estados Unidos, quando Brasil e Itália fizeram a final. O jogo havia terminado empatado (0 a 0) no tempo regulamentar e na prorrogação. Com isso, o Mundial, pela primeira vez na história, foi decidido no pênaltis. Baggio foi encarregado da última cobrança para a Itália. Chutou muito longe do gol e o Brasil foi tetracampeão mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.