Roberto Baggio não descarta voltar ao futebol como técnico

'Técnico? É algo a se pensar, porque gosto de desafios', comenta o aposentado jogador da seleção italiana

EFE,

25 de fevereiro de 2010 | 15h30

O ex-jogador italiano Roberto Baggio, conhecido da torcida brasileira por perder o pênalti que garantiu a Copa do Mundo de 1994 à seleção, disse hoje que não descarta voltar ao futebol como treinador.

"Técnico? É algo a se pensar, porque gosto de desafios. Do sofá de casa parece tudo mais fácil, mas no estádio não é a mesma coisa", comentou Baggio, que defendeu Juventus, Inter e Milan, entre outros clubes.

Aposentado desde maio de 2004, quando jogou pela última vez como profissional no estádio San Siro de Milão, Baggio voltou hoje às manchetes da imprensa esportiva italiana depois de muito tempo.

Aos 43 anos, ele falou sobre a possibilidade de o meia Antonio Cassano, da Sampdoria, ser chamado pelo técnico Marcello Lippi para a seleção italiana que tentará defender o título da Copa do Mundo na África do Sul.

"Acho que Cassano tem o talento necessário para mudar uma partida a qualquer momento. Os treinadores têm suas exigências, mas acho que ele está com chances se realmente for verdade que as portas estão abertas a todos", disse Baggio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.