Roberto Carlos aproveitou as férias

Roberto Carlos fez de tudo nas férias. Promoveu uma festa junina na casa que tem em Araras, interior de São Paulo, pilotou um carro de passeio na pista de Interlagos, assistiu a duas corridas de Stock Car, participou de vários programas de televisão, esteve no jogo de despedida do zagueiro Narciso. Também levou um grande susto quando, durante uma entrevista à Rádio Jovem Pan, dois ladrões assaltaram o carro em que estava, em pleno centro de Belo Horizonte. Ficou sem um anel recuperado poucas horas depois. Enfim, as férias de Roberto Carlos foram bastante movimentadas. E, mais importante - garante o lateral-esquerdo, de 32 anos -, serviram para que recarregasse as baterias para o novo ciclo que iniciou na última sexta-feira, com a volta do Real Madrid aos treinamentos (a pré-temporada do Real terá amistosos nos Estados Unidos, China, Japão e Tailândia, e um período de treinamentos na Áustria), e pretende encerrar com mais uma taça em 9 de julho de 2006, dia da final Copa da Alemanha. "Quero ser campeão do mundo mais uma vez. Antes, quero ser campeão espanhol, da Liga dos Campeões e, se der, da Copa do Rei pelo Real. Faz dois anos que o Real não ganha um título. Vamos tentar ganhar tudo nesta temporada para tirar o atraso´´, disse Roberto Carlos, nesta entrevista à Agência Estado, concedida em Interlagos, antes da etapa paulista da Stock Car. Ele também fala do trabalho de Vanderlei Luxemburgo e de como os brasileiros do Real planejam ajudar Robinho a se adaptar rapidamente ao clube e à Espanha.AE - O Real tem um elenco cheio de estrelas, mas não ganha título há muito tempo. Isso vai mudar nesta temporada?Roberto Carlos - Com o elenco e o time que o Real tem, temos de entrar para ganhar todas as competições que disputarmos. E acredito que ganharemos títulos. O final da temporada passada foi muito bom e isso nos deixa otimistas.AE - A pressão da torcida deve ser maior nesta temporada...Roberto Carlos - Não, a torcida do Real sabe que, se pressionar, atrapalha. Eles apóiam sempre, só pressionam se o time não rende, decepciona. Só se a equipe perde duas partidas seguidas, por exemplo, aí a cobrança é forte.AE - O Real está preparado? Vai fazer as contratações necessárias?Roberto Carlos - Temos um grupo muito forte e estão chegando três ou quatro jogadores de alto nível. Bons jogadores como o Diogo (lateral-direito uruguaio, que estava no River Plate) e o Pablo García (volante uruguaio, que era do Osasuña). Além do Woodgate (zagueiro inglês que está no Real desde o ano passado, mas ainda não jogou por causa de grave contusão). É preciso, pois a temporada será desgastante. Faremos 78 jogos.AE - E o Robinho?Roberto Carlos - O Real tem de fazer de tudo para contratá-lo. Vai contratar um dos melhores jogadores do mundo.AE - O que os brasileiros do Real vão fazer para ajudá-lo a se aclimatar rapidamente?Roberto Carlos - Vamos deixá-lo à vontade no clube e em Madri. E fazer companhia, sempre. Levá-lo para conhecer os lugares, pessoas. Segurar um pouco para que ele não se empolgue, se sinta protegido e seguro. Aí, ele entra em campo, joga a bola dele, dá pedalada e conquista a torcida rapidinho.AE - O Vanderlei Luxemburgo já está totalmente adaptado ao Real e à Espanha?Roberto Carlos - Ele fez um excelente trabalho até agora e, como já conhece o grupo, fica mais fácil. O grupo também já o conhece, entende o que ele quer e porque quer. Claro que o Vanderlei ainda não fala espanhol fluentemente, ainda não sabe tudo sobre o Real. Isso não vai impedir que faça um trabalho cada vez melhor.AE - O Antonio Mello (preparador físico do Real) tem um método de trabalho bem diferente do dos europeus. O pessoal está assustado com ele?Roberto Carlos - O Ronaldo e eu conhecemos o Mello há bastante tempo. O restante do pessoal já se acostumou. Na seleção brasileira, em 20 dias ele deixava a gente bem fisicamente. O Mello tem incrível facilidade de trabalhar com o grupo. Faz uma brincadeira aqui, outra ali e todo mundo acaba fazendo o que ele quer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.