Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Roberto Carlos arruma confusão em Madri

A má fase do Real Madrid dentro de campo já causa incidentes constrangedores fora dele. O lateral-esquerdo brasileiro Roberto Carlos discutiu asperamente com o empresário Manuel García Quilón, que cuida da carreira do jogador Gabi, do Getafe. A discussão aconteceu no acesso ao ônibus do Real, após o jogo de hoje. O empresário repreendeu o volante dinamarquês Thomas Gravesen pela forte entrada que retirou Gabi no segundo tempo da partida. Diante do espanto de Gravesen, recém-contratado e que ainda não compreende bem o espanhol, Roberto Carlos desceu do ônibus para defender o companheiro de equipe. O clima ficou bastante tenso e a agressão física só não teve início porque o motorista do ônibus do Real e seguranças do estádio impediram. Dezenas de torcedores do Real Madrid se aglomeraram nas proximidades do estádio para chamar os galácticos de "mercenários", repetindo a situação ocorrida no Aeroporto de Turim, na Itália, após a derrota para a Juventus e a conseqüente eliminação nas oitavas-de-final da Copa dos Campeões da Europa no meio de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.