André Lessa/AE
André Lessa/AE

Roberto Carlos: 'Corinthians é favorito na Libertadores'

'O Corinthians é favorito pelas contratações que fez. Montou um time forte, tem um grande treinador'

AE, Agencia Estado

04 de janeiro de 2010 | 14h02

Apesar de o Flamengo ter sido campeão nacional em 2009 e de o Corinthians ter encerrado a temporada longe até do grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, o lateral-esquerdo Roberto Carlos afirmou não ter dúvidas de uma coisa em sua apresentação oficial como reforço do clube, nesta segunda-feira, no Parque São Jorge: o time corintiano é o grande favorito ao título da Libertadores de 2010.

"O Corinthians é favorito pelas contratações que fez. Montou um time forte, tem um grande treinador e está bem favorável para ganhar o título", disse o jogador, que esbanjou otimismo ao fazer projeções. "Esse ano vai ser muito bom e o ano que vem será melhor. O Corinthians hoje é referência do futebol brasileiro", reforçou.

Campeão mundial com a seleção brasileira em 2002, Roberto Carlos aposta no fator histórico da sua contratação pelo Corinthians, já que ela aconteceu para ele poder atuar no ano em que o clube comemora um século de existência. "O Corinthians vai jogar uma Libertadores em um ano tão importante quanto o do centenário. A Libertadores é um desejo deste ano. Vinha aqui para ganhar e acredito muito no destino. Se vim aqui no ano do centenário, acredito que alguma coisa boa vai acontecer", ressaltou.

O veterano lateral-esquerdo ainda colocou a Libertadores no mesmo nível de importância da Liga dos Campeões da Europa, competição que já conquistou com a camisa do Real Madrid. "Eu espero que essa Libertadores signifique uma coisa igual ou mais importante do que quando ganhei a Copa da Europa pelo Real Madrid. É um dos poucos títulos que eu ainda não conquistei", disse.

RONALDO

Ao vestir a camisa do Corinthians, Roberto Carlos voltará a atuar ao lado de Ronaldo, com quem teve grande sucesso na seleção brasileira. Nesta segunda-feira, o jogador fez questão de reforçar a relação estreita que mantém com o companheiro.

"O Ronaldo não é meu amigo, Ronaldo é meu irmão. Convivi mais tempo com ele do que com a minha própria família", garantiu o jogador, lembrando que foi o atacante que o convenceu a atuar pelo clube paulista.

Em seguida, porém, citou os motivos que o fizeram aceitar a proposta corintiana: "Eu aceitei pela estrutura que o Corinthians tem hoje e pela torcida. Ele é um novo Ronaldo, que falou que é maravilhoso jogar pelo Corinthians, mas não é só o Ronaldo que me fez vir para cá. O Corinthians é grande e tem grandíssimos jogadores".

Veja também:

linkRoberto Carlos é apresentado com festa no Corinthians

linkRoberto Carlos diz que encerra a carreira no Corinthians

linkRoberto Carlos se emociona e diz que 'é só mais um'

linkRoberto Carlos ainda sonha em jogar a Copa do Mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.