Roberto Carlos diz que o Real sente saudades dele Madri

Lateral-esquerdo brasileiro culpa diretor esportivo do clube, Pedja Mijatovic, por sua saída da equipe

Efe

18 de março de 2008 | 10h29

O lateral-esquerdo brasileiro Roberto Carlos, do Fenerbahçe, afirmou que o Real Madrid, a sua equipe anterior, está sentindo falta dele.  Em entrevista publicada na revista espanhola Don Balón o jogador de 34 anos, que defendeu o Real Madrid por vários anos, afirmou: "Não quero usar a palavra culpa, mas 90% da responsabilidade de eu ter saído do real é de Mijatovic [diretor esportivo da equipe espanhola]." O jogador, que conquistou com o Real Madrid quatro edições do Campeonato Espanhol, três Supercopas da Espanha, 3 Ligas dos Campeões, uma Supercopa da Europa, duas Copas Intercontinentais e um Mundial de Clubes, também comentou a atual situação da lateral-esquerda do time espanhol.  "Um dia joga Marcelo, outro Heinze, outro Torres e assim é muito mais complicado. Na minha época eu jogava todas as partidas e quando acontecia algo entrava Raúl Bravo", explica Roberto Carlos. Além disso, o brasileiro afirmou que retornaria à seleção brasileira caso o chamassem. "Estou motivado e bem fisicamente, mas não quero bater recordes. Voltaria para ser campeão da Copa América ou da Copa das Confederações e para ver se chego para a Copa de 2010." Após reconhecer que fala muito pouco de turco e que contrataria Ronaldinho Gaúcho para o Fenerbahçe, Roberto Carlos falou de sua aposentadoria: "Outro dia perguntei a Zico se quando me aposentasse me deixaria trabalhar com ele e me respondeu que não havia problema algum." "Começarei em clubes pequenos e assim aprenderei. Gostaria de treinar na Espanha, mas quando estiver preparado", concluiu Roberto Carlos.

Tudo o que sabemos sobre:
Roberto CarlosReal MadridFenerbahçe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.