Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Roberto Carlos é proibido de dar carrinhos no Corinthians

Técnico Mano Menezes pede que lateral-esquerdo tenha mais cuidado na partida contra o Sertãozinho

Marcel Rizzo - O Estado de S. Paulo,

06 de fevereiro de 2010 | 10h43

Roberto Carlos volta neste sábado ao Corinthians após cumprir suspensão pela expulsão contra o Palmeiras, e Mano Menezes o aconselhou a maneirar nos carrinhos desnecessários. O jogo é contra o Sertãozinho, às 17 horas, no Pacaembu, com acompanhamento do estadao.com.br, e o técnico não quer que se arrisque tanto com esse tipo de jogada.

 

A avaliação da comissão técnica é de que o camisa 6 "joga para a galera", ou seja, quer cair nos braços da torcida tentando demonstrar garra. Mas pode prejudicar o time recebendo o vermelho ou se machucando.

 

"Conversei com o Roberto e pedi que tenha mais cuidado. Entendo que era o primeiro clássico dele, contra o ex-time, mas é preciso calma", disse Mano. O técnico já havia dado uma bronca no lateral no vestiário do Pacaembu, domingo, afirmando que tinha sido imprudente.

 

Não houve problema apenas contra o Palmeiras, quando Roberto deu carrinho por trás no garoto Joãozinho. Na sua estreia, em 20 de janeiro contra o Bragantino, deu carrinho na lateral do campo e quase foi parar dentro do banco de reservas. Teve até de ser substituído por ter batido a perna na proteção de concreto. "Esse é meu jeito de jogar, não quero perder uma dividida", declarou, logo após aquela partida. Neste sábado vai ter de maneirar para não levar outro puxão de orelha.

Na segunda-feira, o jogador será julgado pelo cartão vermelho recebido no domingo e corre o risco de ser suspenso por até seis partidas.

 

Mano confirmou que o meia Danilo será poupado esta tarde. Marcelo Mattos ganha outra chance como primeiro volante. Pode ser a última antes de o técnico fechar a lista de 25 inscritos na Libertadores - que terá de ser feita em 20 dias. Mattos perdeu espaço para Ralf e Jucilei e pode até ficar fora da competição.

 

Jorge Henrique volta e deve ter uma função diferente da que cumpriu no clássico do fim de semana. Vai atuar de meia, ao lado de Tcheco. Com Ronaldo e Souza ainda fora de combate, o ataque deve ser formado por Dentinho e Iarley, que tem caído de produção. "A defesa tem a entrada do Roberto, mas o resto do time deve ser o mesmo que enfrentou a Ponte. O esquema, como vocês podem ver, está sendo mantido", disse o treinador, que tem jogado com dois meias e dois atacantes desde o começo da temporada.

 

A surpresa fica por conta da presença de William, que fará o quarto jogo seguido. O capitão causava preocupação no começo do ano por causa de uma dor crônica no tornozelo direito.

 

MAIS TREINO PARA RONALDO

A programação de Ronaldo mudou. Inicialmente, o Fenômeno voltaria a campo no próximo sábado, contra a Portuguesa, mas Mano quer preservá-lo mais. A previsão é de que jogue no dia 20, contra o Rio Branco, no Pacaembu, para ganhar ritmo para a estreia na Libertadores, dia 24.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.