Roberto Carlos em atrito no Real

Roberto Carlos está envolvido em uma tormenta no Real Madrid e não parece fora de propósito que deixe o clube em dezembro ou no final da temporada, embora ele afirme que está tudo bem e que pretende cumprir seu contrato, que vai até 2005. A confusão começou na semana passada, quando o jornal esportivo madrilenho Marca publicou que o brasileiro estava insatisfeito com seu salário - embora tivesse ganho um aumento há poucos meses, quando prorrogou seu compromisso por mais três anos - e queria uma equiparação com Zidane, Figo e Raúl, os três jogadores mais bem pagos do elenco. A direção do clube ficou indignada e o chamou para uma conversa.Roberto negou tudo, mas sua imagem ficou arranhada no clube, ainda mais porque vazou a informação de que ele não se dá bem com alguns jogadores do elenco, principalmente com Raúl. O lateral brasileiro recebe US$ 4 milhões por ano, US$ 500 mil a menos do que os três que estão no topo da folha de pagamento. ?Roberto Carlos já é muito bem pago", disse ao Marca um diretor do Real que não quis se identificar. "Não quero falar sobre o contrato até 2005. Estou feliz aqui, não pedi nada e nunca disse que queria deixar o clube. Parece que alguém quer colocar na minha boca palavras que eu não disse", reclamou o jogador.O que Roberto Carlos confirma é que o clube está interessado em fazer um acordo para ter direito sobre a sua imagem, como fez com o francês Zidane quando o contratou da Juventus. Aproveitando essa brecha, o lateral teria tentado uma barganha para conseguir um aumento salarial.Circulou o boato de que o Barcelona estaria disposto a pagar a cláusula de rescisão (US$ 77 milhões) para tirar o brasileiro do Real Madrid e devolver a "gentileza" que o rival lhe fez quando contratou Figo. Mas o presidente Joan Gaspart tratou logo de desmentir. "O mesmo respeito que peço ao Barcelona tenho em relação aos outros clubes", afirmou o dirigente do Barça.Na Itália, comenta-se que começa a nascer uma operação entre Lazio e Real Madrid que seria fechada em dezembro: o clube italiano receberia Roberto Carlos e mandaria para a Espanha o meia Mendieta, que esteve na lista do Real antes de fechar com a Lazio.Mendieta ainda não fez nenhuma boa partida em seu novo clube e virou reserva com a chegada do técnico Alberto Zaccheroni. Para a Lazio, a chegada de Roberto Carlos seria um golpe de marketing e uma forma de acalmar a torcida, que vem criticando muito a diretoria por causa da saída de ídolos como Verón, Salas e Nedved.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.