Clayton de Souza/AE
Clayton de Souza/AE

Roberto Carlos faz alerta contra euforia no Corinthians

'Estamos com o mesmo número de pontos e um jogo a menos, mas não podemos achar que agora vai ser fácil', afirmou o lateral-esquerdo

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2010 | 11h52

A vitória por 2 a 1 sobre o líder Fluminense deixou o Corinthians empatado com o time carioca e com um jogo a menos do que o rival no Campeonato Brasileiro. O fato, porém, não iludiu o lateral-esquerdo Roberto Carlos, que após o confronto disputado no Engenhão fez um alerta para conter a euforia da equipe que, no próximo sábado, jogará contra o Prudente, no Pacaembu, para se isolar no topo da competição nacional.

Veja também:

linkRonaldo deve voltar ao Corinthians apenas contra Santos

linkCorintianos dedicam vitória à torcida

linkDestaque, Jucilei cobra raça e calma no Corinthians

linkWilliam e Jucilei desfalcam Corinthians no sábado

"A gente apenas ganhou de um grande time que é o Fluminense. Estamos com o mesmo número de pontos e um jogo a menos, mas não podemos achar que agora vai ser fácil", afirmou o jogador, que voltou a deixar uma partida do Corinthians antes do seu final por causa das dores musculares que vem sentindo na coxa direita - o lateral foi substituído por Leandro Castán.

Além de fazer um alerta aos companheiros, Roberto Carlos comemorou o fato de o Corinthians ter voltado a vencer longe do Pacaembu justamente em uma partida decisiva para as pretensões do time que está na briga direta pelo título. A equipe não vencia uma partida fora de seus domínios desde 16 de maio, quando bateu o Grêmio por 2 a 1, no Olímpico, pela segunda rodada do Brasileirão.

"Eu falei que a vitória fora de casa viria na hora certa. Era um tabu a ser quebrado e nossa obrigação, e hoje (quarta-feira) conseguimos. Ganhamos de um grande time e fomos superiores em campo. Foi um jogo de dois grandes times que brigam pelo título, mas ainda falta muito", reforçou o atleta, se referindo ao fato de que a vitória diante do Grêmio tinha sido a única fora de casa até então na competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.