Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Roberto Carlos levanta polêmica ao chamar Mundial de 2000 de 'Mundialito'

Na TV, lateral-esquerdo do Corinthians desdenha da maior conquista da história do clube

Estadão.com.br,

21 de outubro de 2010 | 19h47

O lateral-esquerdo Roberto Carlos deu uma declaração polêmica nesta quinta-feira que pode complicara relação dele com a torcida do Corinthians. Em entrevista ao programa Bola da Vez, que vai ao ar no próximo sábado na ESPN Brasil, afirmou que o Mundial de clubes conquistado pela equipe no ano 2000 foi um 'mundialito'.

Veja também:

linkBruno César volta e prevê jogo 'estudado'

linkTite faz treino fechado e prioriza defesa

linkTite: nem a cautela de Mano, nem a ousadia de Adilson

linkKléber vê arquirrival pressionado, mas nega favoritismo

"Era um Mundialito. Mas, sinceramente, muitos jogadores do nosso time [na ocasião, ele atuava pelo Real Madrid] ficavam acordados até as 5, 6 horas. O pessoal não dormiu, muitos vieram aqui a passeio. Além do mais, os times europeus enfrentaram um calor enorme. O pessoal do Manchester United, então, lá no Rio, ficava só na piscina", declarou o corintiano.

O Mundial de 2000 foi o primeiro da história com a chancela da Fifa, entidade máxima do futebol no planeta. Realizado no Brasil, contou com participantes de todos os continentes. O Corinthians ganhou a competição ao superar o Vasco na final no Maracanã, em decisão por pênaltis, após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação. Antes, na primeira fase, o clube do Parque São Jorge havia enfrentado o Real de Roberto Carlos no Morumbi, em partida que terminou empatada por 2 a 2.

O torneio ficou paralisado por cinco anos e só voltou a acontecer em 2005, no Japão, quando o São Paulo levantou a taça. Nos anos seguintes, Internacional, Milan, Manchester United e Barcelona faturaram o caneco mais importante do mundo.

Nota oficial. Mais tarde, após a repercussão do caso, Roberto Carlos divulgou uma nota oficial para explicar a declaração polêmica. Confira abaixo, na íntegra:

O Corinthians é campeão legítimo do Mundial e eu não tive a menor intenção de desmerecer a conquista do do clube. Só disse que, na verdade, os clubes europeus valorizam mais a Champions League que o torneio intercontinental. E que sempre é assim, mas isso não tira o mérito do Corinthians, nem tão pouco de qualquer outro clube que tenha vencido o torneio.

Se você fizer uma pesquisa nos jornais da época, verá que a imprensa espanhola usava esse termo [Mundialito] para o torneio. Mas o que vale é que a FIFA definiu esse e os outros torneios como Mundial Interclubes.Tenho todo respeito e carinho pelos títulos e pela história do Corinthians. Não iria de forma alguma falar algo que fosse contra as nossas conquistas passadas.

(Atualizado às 22h26)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.