Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Roberto Carlos levanta polêmica ao chamar Mundial de 2000 de 'Mundialito'

Na TV, lateral-esquerdo do Corinthians desdenha da maior conquista da história do clube

Estadão.com.br,

21 de outubro de 2010 | 19h47

O lateral-esquerdo Roberto Carlos deu uma declaração polêmica nesta quinta-feira que pode complicara relação dele com a torcida do Corinthians. Em entrevista ao programa Bola da Vez, que vai ao ar no próximo sábado na ESPN Brasil, afirmou que o Mundial de clubes conquistado pela equipe no ano 2000 foi um 'mundialito'.

Veja também:

linkBruno César volta e prevê jogo 'estudado'

linkTite faz treino fechado e prioriza defesa

linkTite: nem a cautela de Mano, nem a ousadia de Adilson

linkKléber vê arquirrival pressionado, mas nega favoritismo

"Era um Mundialito. Mas, sinceramente, muitos jogadores do nosso time [na ocasião, ele atuava pelo Real Madrid] ficavam acordados até as 5, 6 horas. O pessoal não dormiu, muitos vieram aqui a passeio. Além do mais, os times europeus enfrentaram um calor enorme. O pessoal do Manchester United, então, lá no Rio, ficava só na piscina", declarou o corintiano.

O Mundial de 2000 foi o primeiro da história com a chancela da Fifa, entidade máxima do futebol no planeta. Realizado no Brasil, contou com participantes de todos os continentes. O Corinthians ganhou a competição ao superar o Vasco na final no Maracanã, em decisão por pênaltis, após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação. Antes, na primeira fase, o clube do Parque São Jorge havia enfrentado o Real de Roberto Carlos no Morumbi, em partida que terminou empatada por 2 a 2.

O torneio ficou paralisado por cinco anos e só voltou a acontecer em 2005, no Japão, quando o São Paulo levantou a taça. Nos anos seguintes, Internacional, Milan, Manchester United e Barcelona faturaram o caneco mais importante do mundo.

Nota oficial. Mais tarde, após a repercussão do caso, Roberto Carlos divulgou uma nota oficial para explicar a declaração polêmica. Confira abaixo, na íntegra:

O Corinthians é campeão legítimo do Mundial e eu não tive a menor intenção de desmerecer a conquista do do clube. Só disse que, na verdade, os clubes europeus valorizam mais a Champions League que o torneio intercontinental. E que sempre é assim, mas isso não tira o mérito do Corinthians, nem tão pouco de qualquer outro clube que tenha vencido o torneio.

Se você fizer uma pesquisa nos jornais da época, verá que a imprensa espanhola usava esse termo [Mundialito] para o torneio. Mas o que vale é que a FIFA definiu esse e os outros torneios como Mundial Interclubes.Tenho todo respeito e carinho pelos títulos e pela história do Corinthians. Não iria de forma alguma falar algo que fosse contra as nossas conquistas passadas.

(Atualizado às 22h26)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.