Roberto Carlos promete só defender

Roberto Carlos chegou em Teresópolis pedindo paz. Se enrolou para explicar o caso do amor à camisa da Seleção. Depois, repetiu que iria com muito orgulho disputar o jogo com o Uruguai. Escondeu o quanto pôde a tendinite crônica que sofre no joelho direito, problema que o afastou da Copa América. E defendeu Dida na polêmica do passaporte falso. Ontem, disse que a partida no Centenário é como se fosse uma final de Copa do Mundo para o Brasil.Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

29 de junho de 2001 | 09h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.