Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Roberto de Andrade e Jô elogiam postura da torcida após reunião no Corinthians

Presidente e atacante da equipe alvinegra dizem que tudo aconteceu em paz e dirigente afirma estar aberto para recebê-los quando for preciso

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2017 | 19h31

O atacante e o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, deram entrevista coletiva nesta quarta-feira para falar sobre a reunião que tiveram com membros da torcida organizada Gaviões da Fiel e ambos fizeram questão de elogiar a postura dos torcedores. O dirigente, inclusive, se disse sempre aberto para recebê-los e explicar o que acontece com a equipe. 

+ Corinthians Sub-17 leva mais de 11 mil torcedores à Arena

"O torcedor é parte integrante do futebol. Desde que assumi a presidência, assumi a postura de dialogar e explicar. Às vezes, a gente vem aqui e explica coisas que vocês não sabem o que acontece. Eles também têm dúvidas e perguntam por que fulano está assim? Beltrano está daquele jeito", disse o dirigente. 

Roberto de Andrade chegou a se exaltar quando questionado sobre uma possível cobrança por parte dos torcedores, que ficaram reunidos com ele, mais o gerente de futebol, Alessandro Nunes; o diretor de futebol, Flávio Adauto; e os jogadores Cássio, Gabriel, Jô e Balbuena. 

"Vi com muito bons olhos, foi uma coisa boa a visita. Eles vieram em prol de uma coisa só, que é tentar contradizer o que falam aí fora. Falaram que ia vir cobrança, que precisávamos jogar bola, isso e aquilo. Eles vieram em paz e para avisar que estão com a gente neste momento. Sou criado aqui dentro e sei o quanto temos que correr", disse Jô. 

+ Corinthians tem sete titulares pendurados e Palmeiras apenas dois

O atacante, assim como Roberto de Andrade, não quis saber de polêmicas e afirmou que vê como positiva qualquer reação da torcida que seja feita sem violência. 

"Desde que seja em prol da paz, venham pela paz, é positivo. O torcedor é parte do clube. Se tiver conversa, um bom diálogo, sem desrespeitar ninguém, é sempre válido. Nós temos a responsabilidade de carregar uma entidade que é o Corinthians. Eu acho legal e cada jogador reage de uma maneira", comentou. 

+ Queda do líder passa por ‘seca’ de Jadson, Rodriguinho e Romero

O Corinthians decidiu antecipar a concentração para o jogo com a Ponte Preta. Geralmente, os jogadores se reúnem na noite que antecede a partida, mas desta vez, os atletas se reuniram já na tarde de sexta-feira, no CT Joaquim Grava. 

 

A comissão técnica já fez isso em outras oportunidades, quando teve jogos decisivos no Campeonato Paulista e em clássicos. Segundo o presidente Roberto de Andrade, a decisão nada a tem a ver com a reunião realizada nesta quarta-feira com membros da torcida organizada Gaviões da Fiel. 

"O pessoal vem mais para cuidar de alimentação. É decisão do treinador isso, corriqueiro. A preocupação não é nem para que ninguém saia, mas é com alimentação, que durmam cedo e se alimentem bem", explicou o presidente, em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.