Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Roberto Fernandes cobra agressividade no Atlético-PR

A falta de agressividade é o principal problema do Atlético-PR, segundo o técnico Roberto Fernandes. Após o empate por 1 a 1 com o Internacional, em casa, no domingo, o treinador sobrou mais força ofensiva da equipe, mas reconheceu que é difícil exigir muito de um time desfalcado."O Atlético-PR fez 11 jogos e marcou 11 gols. É pouco. A gente precisa fazer mais gols. Ser mais agressivo. Dentro do possível, eu tentei dar mais ofensividade. Mas à medida que fomos perdendo peças fomos obrigados a voltar o esquema com três zagueiros", afirmou o treinador, que espera a chegada de agosto para contar com os reforços chegados do exterior."Daqui a 15 dias, todo o elenco estará à disposição. Kelly, Rafael Moura, Fernando, Netinho... Agora, neste momento é o desafio. Eu estou roendo o osso. Chegar pra comer o filé daqui a um mês é uma teta. Eu quero agora, com este elenco, exigir mais deste time", disse o técnico.O Atlético-PR ocupa a 13ª posição na tabela, com 13 pontos. O próximo adversário será o Cruzeiro, às 21h45 de quarta-feira, no Mineirão. O clube mineiro ocupa a vice-liderança no Brasileiro, com 21 pontos.

AE, Agencia Estado

14 de julho de 2008 | 12h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.