Roberto Fonseca deixa o comando do Guaratinguetá

Roberto Fonseca não é mais o técnico do Guaratinguetá. Após a derrota para a Portuguesa, por 3 a 0, no sábado, no Canindé, pela 29ª rodada da Série B do Brasileiro, ele pediu demissão do cargo. Assim, deixa o clube do interior paulista em 12º lugar no campeonato, com 38 pontos conquistados, ainda sofrendo um certo risco de rebaixamento.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2010 | 13h36

"O trabalho foi bem desenvolvido e acredito que a equipe tem condições para seguir desempenhando um bom trabalho ao longo desta Série B. O que acontece é que essa troca do clube-empresa acabou gerando um desgaste com a torcida e isso ocasionou um cansaço, refletindo no desempenho dentro de campo", disse Roberto Fonseca, ao justificar sua demissão.

Na última sexta-feira, a direção do Guaratinguetá anunciou a mudança de sede, trocando a cidade de Guaratinguetá por Americana, também no interior de São Paulo. A troca gerou muitos protestos da população local, provocando os desgastes citados por Roberto Fonseca para justificar sua demissão na segunda passagem que teve pelo clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.