Roberto Horcades é reeleito presidente do Fluminense

'Quarta já começo o planejamento da área esportiva, financeira e social', diz Horcades

27 Novembro 2007 | 23h01

Os sócios do Fluminense reelegeram nesta terça-feira o presidente Roberto Horcades, de 60 anos, para novo mandato no comando do clube, válido agora até 2010. Ele obteve 901 votos contra 631 do advogado Peter Siemsen, que ficou em segundo lugar, e apenas 215 do administrador Paulo Mozart, o terceiro colocado na eleição. Houve ainda 11 votos nulos e um em branco.  Emocionado com o resultado das urnas, Roberto Horcades prometeu um Fluminense mais forte em todos os aspectos. "É preciso ousar, pensar grande. Foi a vitória da democracia tricolor. Ninguém saiu perdendo. Ganhei com uma margem inédita", declarou o presidente, frisando que, em nenhum momento, teve dúvida da reeleição.  "Na verdade, o Fluminense saiu vitorioso. Amanhã [quarta-feira], vou sentar e trabalhar. Fazer o planejamento estratégico da área esportiva, financeira e social", prometeu o presidente reeleito, após a votação que durou todo o dia na sede do clube carioca. Eufórico, Roberto Horcades disse que terminou o primeiro mandato com a sensação do dever cumprido. "O Fluminense de hoje é um clube respeitado. Houve um avanço muito grande", afirmou o dirigente, citando o retorno da equipe carioca à Libertadores após 23 anos - vai disputar a competição continental em 2008, após ter sido campeão da Copa do Brasil.

Mais conteúdo sobre:
Fluminenseeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.