Anton Vaganov/Reuters
Anton Vaganov/Reuters

Seleção italiana confirma reunião com Roberto Mancini e acordo fica próximo

Treinador será responsável por recomeçar o trabalho na equipe, que ficou fora da Copa do Mundo deste ano

O Estado de S.Paulo

02 Maio 2018 | 10h36

O técnico do Zenit, Roberto Mancini, se reuniu com o vice-presidente da Federação Italiana de Futebol, Alessandro Costacurta, para discutir sua contratação como treinador da seleção da Itália.

+ Fora da Copa do Mundo, Itália confirma amistoso contra a Arábia Saudita na Suíça

+ Capello pede para seleção italiana começar do zero: 'Qualidade do time não é boa'

"Costacurta se reuniu com Mancini para discutir os detalhes de seu futuro trabalho na seleção italiana", disse hoje um porta-voz da federação à agência russa RIA Novosti.

Mancini teria concordado em aceitar o comando dos tetracampeões a partir do próximo dia 13 de maio, quando termina o Campeonato Russo. Há algumas semanas a imprensa local já dá como certa a saída do técnico do Zenit, quarto colocado no torneio, fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões.

O próprio técnico afirmou há alguns dias que não está interessado no dinheiro do Zenit, o que levou alguns jornais a anunciar sua demissão. O desempenho ruim do Zenit, no entanto, não tirou o interesse dos dirigentes Itália no técnico. Eles buscam um treinador experiente para tirar a seleção da crise após a ausência na Copa do Mundo.

Mancini já ganhou o apoio para comandar a seleção de outro velho conhecido do futebol russo e italiano: Fabio Capello.

A imprensa russa especula dois nomes para substituir Mancini: o também italiano Carlo Ancelotti e o espanhol Unai Emery, que deixará o Paris Saint-Germain e já comandou o Spartak Moscou. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.