Robgol pode perder vaga no Santos

Robinho e Basílio vão se firmando com artilheiros de um time que contratou Robgol para essa função e isso não preocupa o técnico Emerson Leão, pelo menos por enquanto. Mas vai chegar um momento em que terá de optar entre Basílio e Robgol para escalar a equipe e isso pode ocorrer já na partida de domingo, caso Elano se recupere da contusão no tornozelo e volte a jogar contra o União São João de Araras."O Santos passa por uma evolução muito grande e todo atacante em no mínimo três chances de gol por partida", analisou o treinador. Para ele, "Basílio tem aproveitado as sobras, tem sobrado até bola sem goleiro, e está numa fase favorável de gol". Já Robgol está vivendo um momento diferente, admite Leão, que acrescenta: "mas ele está numa fase de auxílio muito grande". Os jogadores concordam com o treinador e Léo comentou que "o Robgol ainda não fez o seu gol, mas está ajudando muito a equipe".O centroavante também procura encarar com naturalidade a fase que vive atualmente e sabe que tem o apoio de Leão. "O professor me deixa muito tranqüilo em relação a isso e já tenho uma certa vivência no futebol para saber que essas fases acontecem".No próprio Santos já aconteceu isso em 2002, com o centroavante Alberto. Robgol sabe da história. "O pessoal fala que o Alberto ficou nove gols sem marcar e eu quero fazer o meu primeiro no domingo", comentou, lembrando a fase do jogador que virou artilheiro depois de superar as dificuldades iniciais e foi campeão brasileiro pelo clube.Se o gol não sai, Robgol sabe que está tendo um papel importante na equipe. "Tenho jogado na frente, aberto espaço para o Robinho e para o Basílio e os gols do estão saindo e temos conseguido as vitórias". E ajuda é o que não tem faltado, pois todo os jogadores estão trabalhando para que ele marque logo seu gol e acabe de vez com essa fase. "É preciso manter a tranqüilidade porque uma hora a bola vai entrar", disse o centroavante.OPORTUNISMO - O veloz Basílio já marcou cinco gols nesta temporada, sendo três no Paulista, e atribui seu sucesso à persistência. "Eu tenho comigo que jamais podemos desistir de uma jogada". Por isso é que ele estava à espera de um rebote no chute de Diego que originou o último gol. "Ela bateu na trave e eu estava lá para conferir".Basílio contou as oportunidades de gol que teve durante o jogo contra o Santo André, três, e ficou satisfeito com o resultado: "marquei dois e conseguimos a vitória, o que é o mais importante", comentou. Ele se entrosou rapidamente com o jovem grupo de jogadores santistas e acha que isso é normal: "qualquer atleta se entrosa rapidamente nesse excelente grupo".Contratado para ser o reserva de Robinho, ele vai garantindo um espaço no time principal e, mantida a fase atual, dificilmente voltará para o banco. Com a contusão de Léo, Basíllio foi a opção do técnico Leão no jogo contra o Santo André, quando armou o time com três atacantes. Mas Elano é um dos principais jogadores do esquema tático do técnico e quando se recuperar, vai faltar lugar no time principal. Basílio ou Robgol? É a opção que o treinador terá de fazer logo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.