Robinho decide não renovar e se despede mais uma vez do Santos

Presidente se emociona ao anunciar saída do jogador em vídeo

Estadão Conteúdo

30 de junho de 2015 | 16h45

Modesto Roma Júnior mais uma vez chorou. Assim como quando anunciou que o Santos iria processar Neymar, o presidente ficou com a voz embargada ao revelar, em vídeo publicado em canal do clube no Youtube, que o dinheiro falou mais alto e que o atacante Robinho optou por não renovar o contrato que acaba nesta terça-feira. Na mesma gravação, o jogador disse que "não foi possível" renovar, garantiu estar "chateado", mas que quer voltar.

"Estivemos conversando com o Robinho hoje (terça) sobre a renovação de contrato, e, infelizmente, as condições que o Santos pode pagar ao Robinho são menores que as dos clubes do exterior. E que ele vai continuar a sua carreira atendendo os clubes de fora do Brasil. Desejamos ao Robinho, ídolo eterno do nosso clube, sucesso em sua carreira e torcendo para que seja feliz", disse Modesto Roma.

A voz do mandatário santista ficou embargada logo após ele dizer que Robinho é um "ídolo". Exatamente um mês atrás, Modesto Roma fez um pronunciamento para revelar que o Santos havia iniciado uma disputa jurídica contra Neymar. Na ocasião, segurou o choro também ao se referir ao atacante como um "ídolo".

Nos dois casos, o dinheiro aparece entre o ídolo e o clube. Robinho recebeu propostas mais vantajosas financeiramente e optou por deixar a Vila Belmiro mais uma vez. Ao que tudo indica, ele deve fechar com o Guangzhou Evergrande, da China. A equipe é treinada por Luiz Felipe Scolari e na segunda-feira anunciou a contratação de Paulinho.

"Infelizmente, não vai ser possível a renovação do meu contrato, mas o Santos vai estar sempre no meu coração. Agradeço também a diretoria pelo esforço que fez para que eu pudesse ficar, para a alegria de todos, mas, infelizmente, não foi possível. O Santos vai continuar grande como sempre foi, o Santos está acima de qualquer jogador. Eu saio chateado porque é a minha família, mas é vida que segue, o Santos vai continuar grande e vou procurar sendo feliz fazendo o que eu mais gosto que é jogando futebol. Obrigado, agradeço a todo mundo, continuo torcendo pelo Santos e espero que um dia eu possa voltar", disse Robinho no seu discurso de despedida.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCRobinhoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.