Robinho é mais um astro a voltar ao futebol brasileiro

A volta de Robinho ao Santos, oficializada nesta quinta-feira pelo clube após o fim da negociação com o Manchester City, escancara mais uma tendência de momento no futebol brasileiro: o retorno de grandes astros repatriados junto ao mercado europeu.

AE, Agencia Estado

28 de janeiro de 2010 | 16h03

Emprestado até 4 de agosto pelo clube inglês, Robinho traça o mesmo caminho de uma série de outros jogadores brasileiros de sucesso internacional. Só para citar os exemplos recentes em maior evidência, ele está na ponta de uma fila de que já conta com a presença de estrelas como Adriano e Vágner Love, ambos do Flamengo, Fred, do Fluminense, e Roberto Carlos, que acaba de chegar ao Corinthians.

Em 2009, Fred foi o primeiro a "abrir as portas" para o retorno das estrelas que estariam por vir, pouco depois de o Corinthians ter apostado na contratação de Ronaldo, no fim de 2008, quando o jogador estava sem clube, fora de forma e desacreditado após ter saído do Milan, da Itália.

Sem espaço no Lyon, da França, clube pelo qual brilhou para ser convocado para a Copa do Mundo de 2006, Fred chegou como grande ídolo ao Fluminense em março do ano passado e fechou 2009 como grande herói da histórica recuperação do time carioca na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Dois meses após Fred desembarcar no Fluminense, Adriano se apresentou ao Flamengo para interromper uma aposentadoria precoce, anunciada por ele próprio após resolver deixar de lado os rendimentos milionários que tinha na Inter de Milão. Com nova motivação no clube de coração e morando na cidade em que se sente mais feliz, o atacante foi o artilheiro e grande destaque da campanha flamenguista rumo ao título brasileiro de 2009.

O veterano Roberto Carlos, por sua vez, saiu do Fenerbahçe, da Turquia, com a promessa de encerrar a carreira no Corinthians e o objetivo de fazer da passagem pelo clube uma ponte para jogar aquela que seria a sua última Copa do Mundo.

Rota parecida espera trilhar Vágner Love, que deixou o Palmeiras pela porta dos fundos depois de ter uma segunda passagem rápida pelo clube. Após acertar sua liberação junto ao CSKA Moscou, da Rússia, chegou no final de agosto ao Palestra Itália e, sem clima para seguir no clube em 2010, se transferiu neste mês para o Flamengo, pelo qual espera reconquistar a confiança do técnico Dunga.

Já Robinho volta a figurar no time de grandes estrelas que retornam ao futebol brasileiro com a vaga no Mundial já praticamente assegurada, pois é nome de confiança de Dunga no ataque do Brasil. Porém, retorna ao Santos com a justificativa de que no clube brasileiro poderá ter uma sequência de partidas como titular que não conseguiria com a camisa do Manchester City, fato que poderia prejudicar o seu desempenho na seleção.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolRobinhoSantosManchester City

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.