Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Robinho é proibido de falar

A diretoria do Santos proibiu o atacante Robinho de falar sobre sua possível contratação pelo Benfica, de Portugal. A informação que chegou à imprensa era de que, segundo a diretoria da equipe, Robinho falaria sobre o assunto nesta sexta-feira, em São José do Rio Preto.Falou apenas sobre sua satisfação de jogar no interior do Estado, mas se negou fazer qualquer comentário sobre sua suposta transferência para o exterior. De acordo com a assessoria de imprensa do Santos, a medida foi tomada para que o assunto não tirasse a concentração do jogador, que poderia criar "caraminholas" na cabeça e não render o esperado na partida deste sábado contra o Fluminense. O técnico do Santos, Vanderlei Luxemburgo, disse que a decisão de proibir os jogadores de falar sobre o assunto partiu da diretoria. "Foi uma determinação do Marcelo Teixeira. Não tem mais o que falar sobre o assunto. Acabou. Ele disse: Não vou vender o jogador e pronto e acabou o assunto", afirmou Luxemburgo dando como encerrada a discussão sobre o caso. No entanto, o próprio treinador admitiu que as especulações prejudicam o jogador na véspera de uma partida. "A gente tenta fazer com que eles entendam que esse tipo de interferência é natural, mas não pode deixar que isso atrapalhe", afirmou. O técnico, porém, não explicou: se o caso está encerrado, em qual situação ele poderia atrapalhar a concentração do jogador? Durante a entrevista, Luxemburgo chegou a bater boca com um correspondente do Jornal Recorde, de Lisboa, que foi a Rio Preto especialmente para ouvir Robinho e não conseguiu: "O que vocês querem é que o fato seja do jeito de vocês e isso não me interessa", afirmou o técnico ao ser questionado sobre como conseguir uma alternativa para substituir o atacante. O jornalista, um brasileiro, disse que a insistência em ouvir Robinho significa que a transferência do jogador é dada como certa pela imprensa portuguesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.