Robinho fica na torcida pelo Santos

Robinho não conseguiu marcar seu gol na despedida do Brasil. Mas garantiu que saiu feliz com o resultado que o Santos conquistou em Belém e que vai acompanhar o time na Espanha, onde chega amanhã para se apresentar ao Real Madrid. "Gostaria de ter marcado o meu gol. Mas é melhor eu não fazer e o Santos conseguir a vitória do que um gol meu com a derrota. Só tenho a agradecer a todos os torcedores que me aplaudiram todos estes anos no Santos. Vou ficar na torcida para que o time seja campeão brasileiro." Robinho falou pela primeira vez como jogador do Real. "Espero entrosar logo com os jogadores de lá e conseguir mostrar meu futebol como sempre fiz." O craque disse que saiu do Santos com apenas uma frustração. "Gostaria de ter conquistado uma Taça Libertadores. Mas espero voltar para ganhar uma." O público de Belém gritou o nome de Robinho da porta do hotel onde o Santos ficou hospedado até o estádio Mangueirão. Até quem não torce pelo Santos foi ao jogo somente para ver o atacante que a Espanha espera de braços abertos a partir desta quinta-feira. "Obrigado pelo que você fez pelo Santos e pelo Brasil", dizia um cartaz do torcedor Otávio de Castro Ferreira, que viajou 900 km de São Luís do Maranhão para ver seu ídolo se despedir do Brasil. Meio assustado, o jogador foi abraçado por uma criança na boca do túnel e ouviu uma declaração que o deixou comovido: "Robinho, eu te amo." A autora da frase, a menina Daniela Cardoso Couto, ganhou um beijo. Os seguranças contratados para proteger Robinho trabalharam mais que a defesa do Paysandu. No vestiário do Santos, a ordem era não deixar ninguém se aproximar do craque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.