Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Robinho ironiza: 'Falaram que éramos a quarta força do estado'

Agora, atacante se apresenta à seleção e desfalca o Santos

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

22 Março 2015 | 09h25

O excelente desempenho do Santos no Campeonato Paulista, somando 29 dos 33 pontos possíveis (empatou com Mogi Mirim e São Paulo e venceu os outros jogos) e a classificação antecipada para a próxima fase fazem com que os jogadores da equipe alvinegra respirem aliviados por conseguirem superar as desconfianças existentes sobre a qualidade da equipe antes do começo da competição. O atacante Robinho lembra que muitos analistas chegaram a colocar o time como a quarta força do estado.

"Falaram que a gente era a quarta força dos grandes e estamos provando o contrário em campo", disse o atacante, que explica o motivo do sucesso. "Vamos continuar com os pés no chão para continuar surpreendendo", avisou, após a vitória por 1 a 0 diante do Audax no sábado, no Pacaembu.

O atacante, que vai defender a seleção brasileira e por isso, não enfrenta a Ponte Preta, dia 26, em Campinas, e o São Bento, dia 29, na Vila Belmiro, afirmou que vai ficar na torcida pelos companheiros para que consigam manter o bom futebol, pois o resultado positivo será uma consequência. "Nosso objetivo é continuar ganhando e jogando bem. Quanto melhor você jogar, mais próximo fica da vitória. Quem viu o jogo, viu que poderíamos ter ganho de mais", analisou.

Robinho ainda teve uma grande chance de "matar" o jogo nos minutos finais da partida contra o Audax, quando saiu na cara do gol e chutou rasteiro, mas o goleiro Felipe Alves fez uma grande defesa. "No final da partida eu estava com a perna cansada e tomei a decisão errada. O goleiro foi bem também", comentou. Depois do lance, Robinho chegou a cumprimentar o goleiro do Audax, que deixou a partida como um dos melhores em campo.

Mais conteúdo sobre:
futebol Campeonato Paulista Santos Robinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.