Robinho pede para sair, mas é relacionado no Real Madrid

Atacante brasileiro não quer se indispor com a torcida madrilenha e prefere não enfrentar o Valência

EFE

23 de agosto de 2008 | 08h45

Apesar de admitir o desejo de deixar o Real Madrid e jogar no Chelsea, o atacante Robinho foi relacionado pelo técnico Bernd Schuster para o jogo de volta da Supercopa da Espanha, contra o Valência, neste domingo, no Estádio Santiago Bernabéu.   Veja também:  Real Madrid abre mão de manter Robinho no elenco   Por conta de toda polêmica sobre sua saída do time madrilenho, Robinho afirmou que prefere não entrar em campo e, mesmo assim, quer deixar uma boa impressão nos exigentes torcedores espanhóis.   "O que me preocupa é o pensamento da torcida. Não quero que achem que não jogo bem porque minha cabeça está no Chelsea. Neste momento, é melhor que eu não entre em campo e que resolvam minha situação o mais rápido possível", disse o atacante, que sequer participou do último treino.   Outro brasileiro na lista é o lateral-esquerdo Marcelo, medalha de bronze no torneio de futebol masculino dos Jogos de Pequim pela seleção.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolReal MadridRobinhoChelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.