Robinho pede seleção para Renato

Ao sair do gramado do Parque Antártica, Robinho repetiu uma frase dita por muitos após o final da vitória de hoje do Santos. "Está mais do que provado que o Renatinho é jogador de Seleção Brasileira." Autor de dois gols e um dos destaques da partida, o atacante santista fez questão de exaltar a ótima atuação do companheiro, que saiu de campo aplaudido de pé pela torcida. Mas manteve a modéstia que o caracteriza. "A torcida reage com o emocional. Já recebi muitas vaias na minha carreira. Hoje, fui aplaudido", resumiu Renato, que agradeceu o apoio das arquibancadas. "Temos que agradecer a torcida daqui. Ela compareceu e nos ajudou, como vem ocorrendo nos jogos em São Paulo e no interior afora", disse o meia, que quer voltar a ser convocado para a Seleção nas partidas das Eliminatórias. "Procuro dar sempre o meu melhor pelo Santos e fizemos um grande jogo contra o Marília, que não venceu o Palmeiras e o São Caetano à toa. Viemos em busca da liderança e conseguimos." Renato também defendeu o goleiro Doni, muito vaiado pela torcida novamente. "O Eder acertou um grande chute e não tem que culpar o goleiro. A torcida está assim por causa do último jogo." As persistentes vaias a Doni foram lamentadas pelo técnico Emerson Leão, que ficou irritado e também saiu em defesa do goleiro. "O Doni não tomou gol nenhum. Quem tomou gol foi o Santos. E não falhou coisa nenhuma. Ele tem que ter a personalidade suficiente, e parece que tem, para reverter o quadro. Não podemos esquecer que, nos primeiros jogos do Júlio, gritavam Fábio Costa", afirmou o treinador, citando o reserva Júlio Sérgio, que teve o nome gritado pela torcida no Parque Antártica. Sobre o resultado, Leão acredita que o placar poderia ter sido bem maior se o time não tivesse perdido um caminhão de chances de gols. Apesar disso, saiu satisfeito. "Corremos alguns riscos contra um adversário que defende bem, mas não conseguiu igualar a nossa técnica.Se nós fizéssemos 60% ou 70% do que criamos, aí seria uma covardia.Mesmo assim, o Santos é o time que mais fez gols e mais fez pontos no campeonato e todos saíram do estádio satisfeitos." Com 17 pontos e 22 gols, o Santos lidera o Grupo 2 do Paulistão e pode garantir a classificação à próxima fase do torneio se vencer o vice-líder Paulista na próxima quarta-feira, em Jundiaí. Para a partida, o time pode ter o reforço do zagueiro Alex, que se recupera de uma lesão e ficou fora do jogo de hoje. Nessa partida, Elano deve voltar a ser titular do meio-de-campo. Hoje, entrou apenas no segundo tempo. Basílio deve ir para o banco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.