Robinho reclama de gramado para justificar eliminação

O Brasil teve tudo para chegar às semifinais da Copa América. Dominou o jogo, criou pelo menos cinco situações claras de gol, mas não conseguiu marcar. Nos pênaltis, errou quatro cobranças e deu a classificação de bandeja para o Paraguai. Robinho, que seria o quinto batedor, lamentou o fim do sonho do tricampeonato consecutivo.

AE, Agência Estado

17 de julho de 2011 | 19h03

"Infelizmente, não pudemos alcançar nosso objetivo e sairmos campeões. Infelizmente, não fizemos os gols", comentou Robinho, que disse ter feito sua melhor partida na Copa América e observou que o jogo poderia ter sido decidido ainda com a bola rolando.

Visivelmente abalado, Robinho foi um dos únicos brasileiros a falar ao fim do jogo. Neymar e Fred se recusaram a dar entrevistas. O jogador do Milan reclamou do excesso de areia no gramado em busca de uma desculpa pela eliminação. "Nosso time toca bem a bola, mas, com um gramado desses, fica difícil. Isso prejudicou. O pessoal falou que estava ruim de bater por causa do gramado."

Contra a Venezuela, na estreia da Copa América, o Brasil também atuou em La Plata. Na ocasião, culpou o gramado pelo empate, uma vez que pedaços de grama se soltavam muito facilmente. Por causa dessas críticas, o organização do torneio optou por reformar o gramado no final de semana passado. Para tanto, usou bastante areia e deixou o campo escorregadio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.