Robinho se despede da torcida santista

O atacante Robinho ignorou a posição da diretoria do Santos, que não aceita liberá-lo para o Real Madrid, e nesta quinta-feira, se despediu da torcida santista. Pouco antes de deixar o hotel em Frankfurt, onde na véspera o Brasil conquistou o título da Copa das Confederações com a goleada por 4 a 1 sobre a Argentina - o jogador falou como se já não pertencesse mais ao clube. Em entrevista à Rede Globo, Robinho falou diretamente aos torcedores e pediu que os santistas compreendessem sua decisão de jogar na Europa. ?Chegou a minha hora de deixar o Santos. Vou embora e deixo doistítulos e muitas coisas boas que fiz pelo clube. Também sou muito gratoao Santos por tudo o que fez por mim. Vou deixar boas lembranças?.Robinho disse que pretende deixar o Brasil por uma série de razões, entre as quais, a falta de segurança e o seu projeto pessoal de tornar-se o número 1 do mundo. Robinho disse ainda que escolheu a Espanha por ter um futebol ?mais parecido? com o do Brasil e pelo Real ter uma comissão técnica comandada pelo brasileiro Vanderlei Luxemburgo. Robinho é esperado no Brasil na sexta-feira, quando deverá se apresentar ao técnico Alexandre Gallo. Se depender da comissão técnica, o atacante não terá descanso e no domingo entra em campo para a partida contra o Juventude, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Os planos do treinador, no entanto, correm risco. Em entrevista ao jornal esportivo romano Corriere dello Sport Stadio, o uruguaio Juan Figer, um dos representantes do jogador, informou que a transferência para o Real será sacramentada no início da semana que vem. "Na segunda-feira viajarei com Robinho. Vamos ao Real para pôr fim à essa história. Se puder, inclusive, irei sozinho para que ele descanse.?, disse o empresário. "Sempre nos sentimos bastante seguros de terminar em Madri. Agora conseguimos. Robinho não vê a hora e está muito feliz", acrescentou Figer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.