Robinho: Sem homenagens na despedida

A Vila Belmiro está sendo preparada para a lotação máxima no domingo, mas não ser trata de um clássico do futebol brasileiro. É que Robinho fará seu último jogo no estádio que o consagrou e, provavelmente, com a camisa do Santos. O clube decidiu que não haverá qualquer homenagem ao maior ídolo depois de Pelé e a informação oficial é de que o jogador irá jogar normalmente em Belém, na quarta-feira que vem, contra o Paysandu.Isso, porém, dificilmente ocorrerá, já que o jogador, que está na seleção, manifestou várias vezes sua intenção de se despedir na Vila Belmiro. Se precisar, ele pode até forçar o terceiro cartão amarelo para evitar o jogo em Belém e antecipar a viagem à Espanha, onde será apresentado oficialmente como jogador do Real Madrid.O jogo de domingo contra o Figueirense é um dos contemplados pela promoção da Nestlé, que vai distribuir 10 mil ingressos aos compradores de seus produtos. Esse fator será importante também para a lotação completa do estádio nessa partida de uma só torcida.A atitude de não homenagear Robinho está sendo considerada retaliação por conta da traumática transação envolvendo sua ida para o Real Madrid, assim como a intenção de faze-lo cumprir até o fim o que ficou combinado no acerto final do negócio com o clube espanhol. Os dirigentes não queriam vender o jogador e acabaram cedendo depois de um longo mês de pressão.Desde que foi lançado no time principal, Robinho se transformou no principal ídolo dos torcedores santistas desde a era Pelé e o próprio presidente Marcelo Teixeira costuma atribui a ele grande parcela do sucesso que o clube está tendo na ampliação da torcida, principalmente entre os jovens que idolatram o Rei das Pedaladas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.