Arquivo/AE
Arquivo/AE

Robinho será titular no Santos contra o Rio Claro

'Não sei se Robinho vai suportar os 90 minutos. O que queremos é que ele se sinta confortável na equipe'

Sanches Filho, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2010 | 17h02

O atacante Robinho vai iniciar pela primeira vez uma partida como titular em seu retorno ao Santos no domingo, às 17 horas, contra o Rio Claro, no Pacaembu. Ao lado de Neymar no setor ofensivo, ele terá liberdade de movimentação. O técnico Dorival Junior espera que o ataque fique mais leve, rápido e difícil de ser marcado.

Veja também:

Cirurgia afasta Alan Patrick do Santos por 4 semanas

Mais jovem da história das Copas defende Neymar na seleção

forum VOTE - Você convocaria Neymar para a Copa 2010?

"Não sei se Robinho vai suportar os 90 minutos. O que queremos é que ele se sinta confortável na equipe. Embora tenha características próprias, Robinho está mais maduro e talvez possa mudar um pouco o jeito de jogar. Se ele se sentir à vontade, pode atuar mais enfiado ou então vir de trás, como elemento surpresa. Dou liberdade para que Robinho e Neymar tenham movimentação constante", afirmou o treinador.

Dorival Júnior mostrou-se satisfeito com o que viu no coletivo desta sexta-feira, no CT Rei Pelé, apesar de o time não ter feito gol. Mesmo assim, nos minutos finais ele experimentou uma formação alternativa, saindo do 4-4-2 para o 4-3-3, trocando Paulo Henrique Ganso por Giovanni. 

O meia  atuou alguns minutos mais avançado, entre os zagueiros adversários, e também foi testado entrando e saindo da área para dar assistência aos companheiros ou tentar o arremate de fora. Com o veterano no time, Robinho passou a ficar mais aberto pela direita e Neymar pela esquerda. Nas duas formações do treino, André ficou entre os reservas.

Sem os titulares George Lucas, Léo, Arouca e Wesley, Dorival Júnior optou pela formação 4-4-2 para iniciar o jogo com o Rio Claro para não deixar a zaga exposta. O time do coletivo foi Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Wesley Santos; Rodrigo Mancha, Germano, Marquinhos e Paulo Henrique Ganso; Robinho e Neymar.

Além da troca de Paulo Henrique por Giovanni, Durval também substituiu Rodrigo Mancha por Alan Santos. Ele explicou que optou por Wesley Santos na lateral-esquerda porque gostou do futebol do garoto na Copa São Paulo de Futebol Júnior. "Outro motivo é que Anderson Planta está voltando de empréstimo e ficou um pouco para trás", concluiu o treinador santista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.