Robinho: Teixeira diz que nada mudou

O presidente do Santos, Marcelo Teixeira, chegou à Vila Belmiro por volta das 16h, foi direto para o seu gabinete, no segundo andar, onde ficou trancado com o vice-presidente Norberto Moreira da Silva, com o diretor José Eli de Miranda (Zito) e mais dois auxiliares durante duas horas. Ao sair de sua sala, às 18h, foi cercado por equipes de televisão e repórteres de jornais e de rádio, mas não parou para responder às perguntas. Aparentando calma, dentro do elevador, soltou algumas frases. "Não recebi nenhuma notificação de depósito da multa. Não estou sabendo de nada." Antes de entrar no carro que o aguardava junto à entrada social do Santos, disse, sorrindo. "Para mim, não mudou nada e a minha postura continua sendo a mesma, de ficar com Robinho." Diante da insistência dos repórteres de televisão, disse "Não tenho nada a declarar", antes de fechar a porta e ir embora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.