Douglas Magno/ AFP
Douglas Magno/ AFP

Robinho tem poucas chances de continuar no Atlético-MG

Clube e jogador não chegaram a um acordo sobre renovação de contrato

O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2017 | 15h22

O atacante Robinho não deve continuar no Atlético Mineiro em 2018. O clube e o jogador não chegaram a um acordo sobre a renovação de contrato. A razão principal teria sido a questão salarial. Para continuar no clube, o atacante aceitou reduzir seu salário, mas o valor oferecido pelo clube não o agradou. A informação foi divulgada pela TV Bandeirantes e confirmada pelo Estado.

+ Torcedoras são ameaçadas após cobrarem posicionamento do clube sobre Robinho

O Alético-MG não se pronuncia oficialmente sobre o assunto. O motivo é a eleição presidencial no clube, que será realizada na segunda-feira.

Também houve divergências em relação ao tempo de contrato. No contrato firmado por Robinho, estava prevista a renovação automática por mais uma temporada. O desejo do atacante era de acertar por três anos, mas o clube aceitou apenas dois.

Em duas temporadas, Robinho jogou em 106 oportunidades e marcou 36 gols. No primeiro ano, o camisa 7 anotou 25 gols, terminando 2016 como o maior goleador do futebol brasileiro. Já em 2017, o desempenho não foi o mesmo.

O atacante chegou a ficar no banco de reservas durante dois meses, na passagem de Rogério Micale. Robinho foi campeão mineiro em 2017.

Na semana passada, torcedoras doAtlético-MG que colocaram faixas em frente à sede social do clube, cobrando um posicionamento oficial da diretoria sobre a condenação do atacante Robinho (punido na Itália por violência sexual). O clube não se manifestou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.