Robinho volta, mas Ricardinho é dúvida

Depois do tropeço desta quinta-feira no empate contra o Guarani na Vila Belmiro, o Santos com a volta de Robinho da Seleção para aumentar seu poderio, pois o clássico de domingo contra o Corinthians é decisivo. E Oswaldo de Oliveira poderá contar novamente com o goleiro Mauro, os zagueiros Ávalos e Leonardo e o meia Fábio Baiano. Mas, Ricardinho é dúvida: logo no começo do jogo ele sentiu dores na panturrilha, tentou voltar no segundo tempo, mas teve de ser substituído. "Não sei se vai dar para jogar contra o Corinthians. Vamos ver como evolui", disse ele ao deixar o campo.Para o lateral-direito Paulo César, faltou pontaria para os jogadores, além de maior tranqüilidade em frente ao gol. Em sua análise, o Santos jogou bem no primeiro, "mas deixou a desejar no segundo". O capitão Ricardinho lamentou o resultado. "Com o empate contra a Portuguesa e com esse jogo, deixamos de ganhar quatro pontos que não serão recuperados."Ricardinho acha que o momento exige tranqüilidade. "Não conseguimos o resultado que pretendíamos, mas temos condições de evoluir dentro do campeonato", comentou. Para Basílio, não houve jeito: "pressionamos muito, tentamos o gol o tempo todo e não conseguimos marcar, enquanto o Guarani veio para empatar e conseguiu seu objetivo só se defendendo."O meia Rossini fez sua estréia com a camisa do Santos, chegando a agradar os torcedores, o que não o livrou das vaias quando abusou do individualismo. "joguei tranqüilo, como o professor pediu", disse ele, que lembrou um pouco Robinho com seus dribles.O juiz Paulo José Danelon teve críticas unânimes no intervalo. Os santistas não gostaram da anulação do gol de Basílio. O atacante teve a confirmação por um repórter da televisão de que estava em condição legal para marcar, mas procurou desviar um pouco o assunto: "fazer o quê? Não aconteceu". Depois, Léo disse: "não havia impedimento, mas ele marcou, está marcado; é ele que apita, mas a coisa está um pouco complicada."Do lado do Guarani, o atacante Evandro Roncatto reclamou que o juiz estava ameaçando de dar cartão para os jogadores de seu time o tempo todo, mas Juninho não entendeu assim: "ele inverteu as faltas em nosso prejuízo". Já o resultado agradou o time campineiro. "Tivemos a vibração que estavam nos cobrando, soubemos nos defender e conquistamos um ponto muito importante em cima do campeão Brasileiro", concluiu Juninho.Liberados - O departamento médico do Santos deve liberar os três jogadores que nesta quinta continuaram o tratamento de recuperação das contusões. Fábio Baiano ainda sentia um pouco de dor no tornozelo, mas o médico Jorge Merouço acredita que ele terá condições de jogar contra o Corinthians. "Ele não estava 100% recuperado da entorse do tornozelo na partida em Sorocaba e foi substituído no interior".Mauro também teve contusão no tornozelo numa dividida com atacante do Atlético de Sorocaba no primeiro tempo, foi medicado e continuou no jogo. Como foi poupado ontem por conta do revezamento com Henao, tem presença confirmada pelo técnico Oswaldo de Oliveira no clássico de domingo. Já Ávalos ficou de fora para uma melhor recuperação de problema muscular. "Todos deverão ser liberados", concluiu o médico. Adeus? - Segundo o jornal espanhol As, o empresário Juan Figer assina a transferência de Robinho para o Real Madrid no próximo dia 20. O atacante se apresentaria apenas no dia 15 de julho, após a Copa Libertadores.

Agencia Estado,

10 de fevereiro de 2005 | 23h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.