Rodada das Eliminatórias confirma seleções tradicionais na Copa do Mundo

Tricampeã Alemanha, Suíça, Bélgica e Colômbia se classificam

O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2013 | 07h30

SÃO PAULO - A confirmação da presença de uma das seleções mais tradicionais do planeta, a afirmação de outra no cenário internacional, o retorno de outras duas que estavam há mais de uma década sem disputar o Mundial. Assim foi a sexta-feira nas Eliminatórias da Copa pelo mundo. A rodada na Europa e nas Américas foi recheada de gols, e carimbou o passaporte de mais quatro países para a Copa 2014.

Sempre favorita, a Alemanha confirmou presença no Brasil com a vitória por 3 a 0 sobre a Irlanda. A seleção comandada por Joachim Low conta com uma talentosa geração, com nomes como Mario Götze, Özil e Thomas Müller, e não teve maiores dificuldades para definir a primeira colocação no Grupo C das Eliminatórias Europeias com uma rodada de antecedência. O mesmo aconteceu com a Suíça. A vitória por 2 a 1 sobre a Albânia fez a seleção chegar aos 25 pontos e garantir a primeira colocação do Grupo E. Com isso, os suíços confirmaram presença em seu terceiro Mundial consecutivo. A seleção, que tem no atacante Shaqiri, do Bayern, seu principal destaque, participará no Brasil de sua décima Copa do Mundo.

Já Bélgica e Colômbia voltam a um Mundial depois de um bom tempo afastados. Os belgas, que superaram a Croácia por 2 a 1, participaram pela última vez da Copa do Mundo de 2002, organizada em conjunto por Coreia do Sul e Japão. Já os sul-americanos não disputavam a principal competição de futebol do planeta desde o Mundial da França, em 1998. Vice-líder das Eliminatórias Sul-Americanas, a Colômbia estava com a vaga bem encaminhada, mas levou um susto na noite dessa sexta-feira. Jogando em Barranquilla, a equipe chegou a estar perdendo por 3 a 0, mas com uma reação surpreendente no segundo tempo, buscou o empate e confirmou sua classificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.