Rodada do fim de semana do Brasileirão reserva mini Torneio Rio-São Paulo

Quatro das dez partidas serão entre clubes dos dois estados

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

14 de setembro de 2013 | 08h00

SÃO PAULO - Extinto em 2002, o Torneio Rio-São Paulo marcou época e fomentou por décadas uma rivalidade entre dois estados que possuem alguns dos principais e mais vitoriosos clubes do futebol brasileiro. E a rivalidade será posta novamente em campo neste fim de semana, quando um mini Rio-São Paulo terá lugar no Campeonato Brasileiro, já que quatro dos dez jogos da rodada serão entre equipes dos dois estados. O momento, porém, é bem diferente daquele visto em outros anos. Das quatro partidas, apenas uma será entre equipes que brigam na parte de cima da tabela. Os outros três jogos envolvem clubes que ou tentam fugir da zona de rebaixamento, ou tentam não entrar nela.

Entre os oito times envolvidos nessas partidas, somente Botafogo e Santos vivem bom momento no Brasileirão. Vice-líder do campeonato, o time do Rio vem de duas vitórias no fim do jogo e está desde o início da competição na cola do líder Cruzeiro, enquanto o Santos parece ter se recuperado do começo claudicante e da goleada para o Barcelona - apesar de ter perdido para o Flamengo na quinta, o time está a sete pontos do G-4, com uma partida a menos que as equipes que estão à frente na tabela.

RECUPERAÇÃO

Já Fluminense e Portuguesa abrem o Rio-São Paulo do Brasileirão neste sábado com bem menos glamour. O Flu está uma posição e um ponto acima da zona da degola, que começa exatamente com a Lusa. Quem perder se mantém entre os rebaixados, enquanto que um empate pode acabar afundando os dois. Para tanto, o São Paulo terá que vencer o Vasco em São Januário, no domingo. O tricolor paulista está na zona de rebaixamento há doze rodadas, enquanto que o cruz-maltino já se aproxima perigosamente da área de descenso - uma derrota faria com que o próprio São Paulo o alcançasse em pontos.

Por fim, a Ponte Preta recebe o Flamengo em Campinas com a situação mais complicada dos oito times. Com apenas 15 pontos em 19 jogos, a Ponte precisa vencer pelo menos três partidas seguidas para tentar sair da zona do rebaixamento, sendo que tem apenas quatro vitórias em toda a competição. Já o Flamengo aliviou um pouco a pressão com o triunfo sobre o Santos, mas, com 25 pontos, ainda está ao alcance do 17º colocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.