Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Rodada reúne times que 'contribuíram' para a rotatividade de técnicos

Campeonato Brasileiro teve 13 trocas de comando nas 15 primeiras rodadas; quatro treinadores foram demitidos nos últimos dias

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2017 | 07h00

No Campeonato Brasileiro marcado por quase uma troca de técnico por rodada, dois jogos deste domingo de times paulistas reúnem equipes que contribuíram para essas estatísticas. No Pacaembu, às 11h, o Santos recebe o Bahia e na Arena Pernambuco, o Sport tem pela frente o Palmeiras, às 16h.

Os quatro times já mudaram de comando neste ano. Só o Palmeiras, porém, não entra na contagem das trocas de treinadores durante o Brasileiro por ter trazido Cuca no começo de maio, dias antes da competição. O atual campeão brasileiro resolveu trocar Eduardo Baptista, que acertou em seguida com o Atlético-PR, mas acabou demitido há duas semanas.

Já Sport, Bahia e Santos tiveram uma troca cada, dois deles por demissões. O Brasileiro deste ano vai começar a 16ª rodada com 13 treinadores demitidos, quatro apenas na última rodada (Roger Machado, Alexandre Gallo, Dorival e Pachequinho).

O adversário do Palmeiras, o Sport, dispensou Ney Franco depois de dois jogos para trazer Vanderlei Luxemburgo. Logo depois o Bahia perdeu Guto Ferreira, atraído pela proposta do Inter, e trouxe Jorginho. Na mesma semana, o adversário deste domingo do tricolor baiano, o Santos, demitiu Dorival Junior e foi atrás de Levir Culpi.

Pelo menos para esses clubes a situação atual dos treinadores é bem mais positiva e estável. Os quatro times vêm de resultados positivos nas últimas rodadas. Se forem somados os cinco compromissos mais recentes pelo Brasileiro dessas equipes, foram somente duas derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.