Arte/Estadão
Arte/Estadão

Rodinei diz que trocou o Inter pelo Flamengo por querer novos desafios

Lateral-direito foi apresentado nesta segunda-feira no time gaúcho, após temporada vitoriosa no clube carioca

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2020 | 18h45

Campeão com o Flamengo do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores de 2019, além do vice no Mundial de Clubes da Fifa, o lateral-direito Rodinei foi apresentado nesta segunda-feira, em Porto Alegre, como novo reforço do Internacional e teve de explicar as razões de sua saída do time carioca. O jogador revelou que optou pela equipe gaúcha para ter novos desafios na carreira.

"Tive a escolha de vir para o Inter. Estive quatro anos no Flamengo e, em 2019, tivemos conquistas maravilhosas, mas sou um jogador que gosto de novos desafios. Em nenhum momento o Flamengo mandou eu procurar um novo clube ou disse que não iria mais me usar lá. Quero um novo desafio para a minha vida. Um lugar bom e onde tenho muitos amigos. Um time de muita história. Agora, é trabalhar firme para conquistar grandes coisas", declarou.

Reserva do Flamengo do técnico português Jorge Jesus depois da contratação de Rafinha, que estava no Bayern de Munique, o lateral-direito atuou em 27 dos 74 jogos na temporada de 2019.

O lateral-direito ainda comentou sobre a disputa que terá no Internacional com o jovem Heitor, que entrou bem na equipe em 2019, mas sofreu oscilações na reta final da temporada. "O Heitor é um amigo. Desde domingo, conversamos muito. É um moleque do bem e parceiro. No futebol, não podemos desmerecer ninguém. Temos que treinar firme e quem decide quem joga é o treinador. Tenho 27 anos e posso dar uns conselhos. Ele tem 20, mas fez um grande ano e tem o carinho da torcida. Vim para ajudar", afirmou.

De acordo com o diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, Rodinei foi contratado devido às suas características, que se enquadram na forma como o técnico argentino Eduardo Coudet gosta. "Acompanhei o professor Eduardo no lindo trabalho que ele fez no Racing. Dava para ver que a equipe dele era muito intensa. Sou um jogador de intensidade e de força, por isso, ele (Rodrigo Caetano) disse que eu me encaixo no que o treinador quer. Tenho que me preparar para dar o melhor dentro de campo no Inter, que é um clube gigante", revelou.

Em pré-temporada, os jogadores do Internacional realizam os treinamentos no CT Parque Gigante, em Porto Alegre. O primeiro compromisso do time colorado será contra o Caxias, no próximo dia 23, no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS), pela primeira rodada do Campeonato Gaúcho.

Para Entender

Mercado da Bola

Veja as principais negociações do futebol brasileiro. Clubes se movimentam para tentar se reforçar visando a próxima temporada

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.