Sérgio Castro/AE
Sérgio Castro/AE

Rodízio no ataque do São Paulo é normal, diz Dagoberto

Para o jogador, mudanças acontecem porque o setor não rende o esperado no Campeonato Brasileiro

AE, Agencia Estado

21 de outubro de 2009 | 12h00

O atacante Dagoberto afirmou, nesta quarta-feira, após o treino do São Paulo realizado pela manhã, que o rodízio de atacantes promovido pelo técnico Ricardo Gomes é uma coisa normal. O time tem hoje o oitavo pior ataque do Campeonato Brasileiro, com 40 gols marcados.

Veja também:

MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Passamos por um momento em que não estamos fazendo muitos gols e com isso acontecem as mudanças", afirmou o jogador, em entrevista para a TV Bandeirantes.

Dagoberto também disse que encara com naturalidade o fato de o São Paulo já buscar a contratação de jogadores para o setor ofensivo, visando a próxima temporada. "Em clube grande, que pensa antes nas coisas, isso é normal", acrescentou o atleta, que aproveitou para manifestar o interesse em continuar no time no próximo ano.

"Eu quero ficar no São Paulo. Eu lutei muito para vir para cá. Sou um cara que gostou muito da cidade (de São Paulo) e tenho uma identificação grande com o clube. Espero que o presidente (Juvenal Juvêncio) esteja contente com o meu trabalho e que eu possa permanecer", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.