Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Rodrigão erra pênalti no fim, e Santos perde do Bragantino na Vila

Atacante teve chance de igualar o jogo aos 49 minutos do segundo tempo, mas falha

Estadão Conteúdo

22 Janeiro 2018 | 22h30

A primeira partida do técnico Jair Ventura no estádio da Vila Belmiro, não foi do jeito que ele imaginou. Nesta segunda-feira, no encerramento da segunda rodada do Campeonato Paulista, o Santos foi derrotado pelo Bragantino por 1 a 0, com direito ao centroavante Rodrigão perder uma cobrança de pênalti aos 49 minutos do segundo tempo.

+ TEMPO REAL: Confira como foi o jogo na Vila Belmiro

Com o resultado positivo, o Bragantino se junta ao Palmeiras como os únicos com 100% de aproveitamento até o momento no Paulistão. No Grupo A, o time de Bragança Paulista (SP) está na frente de Ituano (quatro pontos), Corinthians e Linense (três cada). Apesar da derrota, o Santos segue na liderança isolada com três pontos, à frente de Red Bull Brasil (dois), Mirassol (um) e Botafogo (zero).

Neste meio de semana, os dois times jogarão pela terceira rodada nesta quinta-feira. Às 18h30, o Bragantino jogará contra o São Bento, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Um pouco mais tarde, às 19h30, o Santos enfrentará a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Em campo, o Santos mostrou iniciativa de atacar, mas pouco incomodou o goleiro Alex Alves por causa da ineficiência nas finalizações. O Bragantino adotou uma postura bem defensiva, como gosta de jogar o técnico Marcelo Veiga fora de casa, e explorou os contra-ataques ou algum erro do adversário. Ele apareceu logo no início, mas Léo Jaime não soube aproveitar a falha do zagueiro David Braz.

No segundo tempo, as reclamações à arbitragem de Salim Fende Chavez apareceram. Logo aos 2 minutos, o Santos conseguiu marcar um gol, mas o auxiliar Bruno Salgado Rizo errou ao dar impedimento de Arthur Gomes, que recebeu o passe de Rodrigão em posição legal. Aos 19, após cruzamento da direita, o zagueiro Lázaro empurrou Copete por trás, pelas costas, quando o colombiano se preparava para cabecear. Mas nada foi marcado.

O Bragantino seguiu com sua postura defensiva e em um lance de bola parada conseguiu o gol da vitória. Aos 36 minutos, após falta cobrada pelo lado esquerdo, Guilherme Mattis pegou a sobra de um chute no travessão do goleiro Vanderlei e mandou de primeira para as redes.

Quando tudo parecia perdido, o Santos ganhou um pênalti de presente, na dividida em que Vecchio foi derrubado por Alex Alves. Na cobrança, Rodrigão chutou rasteiro no canto direito, mais para o meio, e o goleiro do Bragantino fez a defesa com o pé direito, garantido os três pontos para os visitantes.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 x 1 BRAGANTINO

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Romário (Eduardo Sasha); Alison, Renato (Jean Mota) e Vecchio; Copete, Arthur Gomes (Rodrygo) e Rodrigão. Técnico: Jair Ventura.

BRAGANTINO - Alex Alves; Ewerton, Guilherme Mattis, Lázaro e Fabiano (Diego Macedo); Adenilson, Evandro, Vitinho e Gerley (William Schuster); Léo Jaime (Bruno Sávio) e Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga.

GOL - Guilherme Mattis, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jean Mota, Alison e David Braz (Santos); Bruno Sávio e Fabiano (Bragantino).

ÁRBITRO - Salim Fende Chavez.

RENDA - R$ 223,615,00.

PÚBLICO - 7.508 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Mais conteúdo sobre:
Santos Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.