Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Rodrigo Caio comemora volta ao São Paulo depois de cinco meses

Zagueiro atua improvisado na lateral após passar por cirurgia no pé esquerdo no primeiro semestre

Estadão Conteúdo

23 de setembro de 2018 | 16h30

O empate em 1 a 1 no Morumbi com o América-MG, neste sábado, pode ter decepcionado o São Paulo no Campeonato Brasileiro, mas ainda assim trouxe uma boa notícia. A partida marcou o retorno do zagueiro Rodrigo Caio aos gramados após cinco meses. A presença dele foi motivo de comemoração e fez o treinador Diego Aguirre ter pelo menos um motivo para comemorar.

O defensor passou por uma cirurgia no pé esquerdo no primeiro semestre, procedimento que o atrapalhou a participar da Copa do Mundo, na Rússia, e o afastou de vários compromissos do São Paulo. O longo intervalo chegou ao fim em uma partida em que Rodrigo Caio atuou fora de posição. Foi preciso improvisá-lo como lateral-direito no jogo com o América-MG.

"Joguei com o (Emerson) Leão em 2012 como lateral, quero ajudar da melhor forma. Fiquei muito tempo parado, poder voltar, ajudar minha equipe, não tem preço. O que o meu time e o treinador precisar, vou fazer", disse o jogador. O São Paulo saiu na frente do América-MG com um gol de Diego Souza, porém levou o empate no segundo tempo, com Matheusinho.

Aguirre lamentou a atuação do time, porém destacou a presença de Rodrigo Caio. A partir de agora ele fica à disposição para as próximas partidas para recuperar ritmo de jogo. "A volta dele é importante para o São Paulo, é um jogador com nível de seleção brasileira. O Rodrigo Caio, mesmo depois de meses sem atuar, fez um bom jogo e eu achei que ele era a melhor opção", afirmou.

Rodrigo Caio virou lateral porque Bruno Peres está se recuperando de lesão. O zagueiro Bruno Alves não atuou por estar suspenso, então o técnico uruguaio montou a formação com Anderson Martins e Arboleda na dupla de defesa. "Infelizmente não foi o resultado que gostaríamos na minha volta. Tivemos o controle do jogo inteiro, mas vacilamos no final", disse o defensor.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.