Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

Rodrigo Caio diz que São Paulo tem de fazer 'jogo da vida'

Tricolor precisa reverter placar de 2 a 0 sobre o Atlético Nacional

Vítor Marques, Estadão Conteúdo

10 de julho de 2016 | 19h13

"É preciso ter fé, mas precisamos jogar". A frase é do zagueiro Rodrigo Caio, dita neste domingo, sobre as chances de o São Paulo conseguir a classificação à final da Copa Libertadores, nesta quarta-feira, diante do Atlético Nacional, na Colômbia, após perder o primeiro jogo por 2 a 0 no estádio do Morumbi.

"Não conseguimos fazer uma boa partida em casa e lá precisamos fazer o jogo da nossa vida. O melhor jogo fora de casa. Temos condições, mas não adianta ficar só falando", disse o zagueiro, que entrou no segundo tempo da vitória por 3 a 0 contra o lanterna América-MG, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

O técnico argentino Edgardo Bauza poupou praticamente todo o time titular para preservar os jogadores para o jogo desta quarta-feira em Medellín. O São Paulo viajou neste domingo mesmo para a Colômbia e fará dois treinos antes do jogo contra o Atlético Nacional.

"Teremos pouco tempo para treinar, então é corrigir os erros e treinar algumas coisas específicas que podemos fazer no jogo. Não adianta ir na loucura e tomar gols. Então precisa ser um jogo de bastante paciência", disse o zagueiro.

Rodrigo Caio negou que já tenha acertado a sua transferência para a Lazio, da Itália, depois da Olimpíada do Rio, em agosto. "Fiquei sabendo lendo as notícias. Estou feliz por estarem monitorando meu futebol, mas meu pensamento está no São Paulo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.