Daniel Teixeira / Estadão Conteúdo
Daniel Teixeira / Estadão Conteúdo

Rodrigo Caio exalta reação e revela noites em claro por risco de queda do São Paulo

Para zagueiro, empate com o Corinthians foi divisor de águas no campeonato

Matheus Lara, Estadão Conteúdo

01 Novembro 2017 | 10h10

Para o zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo, o time tricolor está focado na luta contra o rebaixamento e, depois de quase uma temporada inteira de sufoco, vem conseguindo "vencer e convencer". O time se prepara para enfrentar o Atlético-GO no próximo sábado, às 19 horas, em Goiânia, para tentar conseguir a inédita terceira vitória seguida para o clube neste Brasileirão.

+ Retomada no Brasileirão consolida espaço de novas 'peças-chave' do São Paulo

+ Bruno Alves forma dupla de zaga com Rodrigo Caio em treino do São Paulo

"Há duas rodadas, todos falavam que íamos cair, que não éramos competitivos e, agora, alguns falam até de (possibilidade de classificação para) Libertadores", disse o defensor, em entrevista coletiva nesta quarta. "A gente está focado em conseguir os 47 pontos para livrar do rebaixamento e só depois disso pensaremos em outras coisas. Agora, estamos vencendo e convencendo e isso é o mais importante."

O zagueiro relembrou os momentos de tensão de quando o São Paulo estava na zona de rebaixamento e não conseguia construir uma sequência de bons resultados. "Foram muitas noites sem sono, a gente via um time que não conseguia se encaixar nem fazer bons jogos. Não é sempre que um time joga bem, mas uma equipe consistente precisa conseguir ganhar mesmo se não jogar bem, e isso não acontecia. E, às vezes, jogando bem, também não ganhávamos, como foi contra o Palmeiras (derrota por 4 a 2, no Allianz Parque)."

+ Grupo pedirá impeachment de Leco em reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo

+ Após Mundial Sub-17, Brenner se reapresenta no São Paulo nesta terça

O atleta revela que a atuação do grupo diante do líder Corinthians, no empate por 1 a 1 no Morumbi, foi um divisor de águas para a retomada da equipe tricolor no torneio. "Aquela partida nos trouxe um aprendizado muito grande porque jogamos em alto nível, controlando o jogo, mas ainda continuamos oscilando. Aí nós paramos para pensar: 'Jogamos bem contra o líder, por que não podemos jogar daquela forma contra todos os outros?'".

Rodrigo Caio exaltou o trabalho do técnico Dorival Junior e disse que os atletas da equipe estão cada vez mais confiantes. "O Dorival conseguiu recuperar jogadores, fazer com que o time voltasse a jogar bem, construiu um sistema de jogo bem definido, e deu muita confiança para o grupo para o restante do campeonato. Quando o jogo coletivo está bem, as individualidades aparecem."

O jogador projeta uma sequência de jogos difíceis, em Goiânia, diante do lanterna do Brasileirão, e contra a Chapecoense, na 33ª rodada, no Pacaembu. "O Atlético-GO é um grande adversário e a dificuldade será enorme. Por ser lanterna, o time vai para frente para tentar ganhar. E contra a Chape, a responsabilidade é nossa, jogamos em casa, e temos que ter um nível de concentração muito grande para derrotá-los e conseguirmos mais seis pontos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.