Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Rodrigo Caio exalta temporada e ressalta sonho olímpico em 2016

Zagueiro do São Paulo espera confirmar vaga na Olimpíada do Rio

O Estado de S. Paulo

17 de dezembro de 2015 | 07h00

O zagueiro Rodrigo Caio encerrou a temporada 2015 no São Paulo de forma muito mais positiva do que a anterior. O jogador se recuperou de cirurgia no joelho esquerdo realizada em agosto do último ano para voltar a atuar, ganhar a vaga de titular na equipe, superar a transferência frustrada para o futebol espanhol e alimentar o sonho de no próximo ano jogar a Olimpíada do Rio pela seleção brasileiro.

"Estou focado no projeto olímpico. Consegui ter uma sequência de convocações na seleção, mas sei que é importante fazer bons jogos pelo clube. Espero que 2016 seja totalmente diferente para a nossa equipe, e que a gente consiga brigar por títulos", disse o zagueiro, que chegou a ficar sete meses sem ser relacionado para um jogo para se recuperar da lesão.

Aos 23 anos, em junho Rodrigo Caio teve a venda ao Valencia concretizada por R$ 44 milhões. O atleta viajou à Espanha, até cancelar o acerto por problemas contratuais. Quando voltou, demonstrou boas atuações na sequência de jogos pela equipe. "Foi um começo de ano difícil, porque estava me recuperando da lesão, mas dei a volta por cima e me recuperei bem. Fiz bons jogos pelo São Paulo, tive uma sequência e recuperei o meu espaço. Coletivamente, conseguimos a vaga na Libertadores, e isso foi muito importante", analisou o atleta.

Rodrigo Caio terminou o ano como titular da zaga ao lado de Lucão, de 19 anos, também revelado pelas categorias de base. Ao todo o camisa 36 partidas, contra 63 de 2013, ano em mostrou que o marcador ganhou um espaço na zaga. O jogador marcou ainda um gol na temporada, feito nos minutos finais do empate em 2 a 2 com o Vasco, no Morumbi, em outubro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCRodrigo Caio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.