Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Rodrigo Caio isenta Dedé de responsabilidade: 'Não teve culpa'

Zagueiro do Flamengo teve um choque de cabeça com o jogador do Cruzeiro no sábado

Redação, Estadão Conteúdo

29 de abril de 2019 | 21h16

Dois dias após o choque de cabeça com Dedé nos instantes finais da vitória por 3 a 1 do Flamengo sobre o Cruzeiro, na rodada inicial do Campeonato Brasileiro, no último sábado, o zagueiro Rodrigo Caio se manifestou nesta segunda e declarou aceitar o pedido de desculpas realizado pelo jogador do time mineiro.

Rodrigo Caio eximiu Dedé de qualquer culpa pelo choque. "Fala irmão, graças a Deus foi só um susto, já estou bem e consciente. Fique em paz, você não teve culpa nenhuma, foi lance de jogo! Tenho fé que logo logo estarei de volta fazendo o que mais amo! Forte abraço, Deus abençoe nossa temporada", escreveu o zagueiro flamenguista na publicação no Instagram em que o jogador do Cruzeiro realizou um pedido de desculpas público.

No último sábado, Rodrigo Caio foi a nocaute após chocar seu rosto contra a cabeça de Dedé em disputa de bola no último lance do jogo, aos 50 minutos, e causou preocupação nos torcedores e jogadores, especialmente no próprio zagueiro do time mineiro, que tirou a camisa para abanar o zagueiro.

O jogador permaneceu caído no gramado por um tempo e, depois de ser atendido pelo departamento médico do Flamengo, foi levado de ambulância para um hospital. O zagueiro deixou o Maracanã consciente, tendo recebido alta no último domingo.

Porém, Rodrigo Caio é desfalque certo no Flamengo para o duelo com o Internacional, quarta-feira, no Beira-Rio, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Rhodolfo deve ser o escolhido pelo técnico Abel Braga para formar a dupla de zaga titular com Léo Duarte.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoRodrigo Caiofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.