Divulgação
Divulgação

Rodrigo Caio festeja Lugano no São Paulo: 'Vai nos ajudar muito'

Jovem zagueiro espera aprender bastante com o defensor uruguaio

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

07 de janeiro de 2016 | 12h08

A proximidade de anunciar o acordo com Diego Lugano já anima os defensores do São Paulo. O zagueiro Rodrigo Caio, por exemplo, disse nesta quinta-feira que, caso o uruguaio retorne ao elenco, será uma grande chance para jovens como ele, de 22 anos, aprenderem fundamentos dentro do campo e principalmente fora de campo, pela liderança e representatividade no clube.

O uruguaio de 35 anos anunciou na noite de quarta-feira a despedida do Cerro Porteño, do Paraguai, e confirmou que vai retornar ao São Paulo. Já o time paulista ainda não anunciou a contratação, o que deve ser feito nesta sexta-feira. "Tenho certeza de que ele vai nos ajudar dentro de campo e fora, com conselhos. Ele pode me ajudar muito como zagueiro. Ficamos na expectativa porque ele pode acrescentar pela experiência e pelo profissional que é", comentou.

Rodrigo Caio contou que, quando era criança, acompanhou como torcedor a primeira passagem de Lugano, entre 2003 e 2006, e viu do alojamento das categoria de base do clube, em Cotia, a final do Mundial de Clubes de 2005. O uruguaio foi titular na partida contra o Liverpool, no Japão, vencida pelo São Paulo por 1 a 0, com gol de Mineiro.

Para o jovem zagueiro, mesmo que Lugano tenha 35 anos, não corre risco de arranhar a boa reputação que ganhou no clube em caso de más atuações. "O que ele representa ninguém vai apagar. Se escolheu voltar, é porque tem plenas condições de jogar em alto nível. Lugano deve confiar no futebol dele, está bem e, se retornar, vai tentar nos ajudar dentro e fora de campo, que é importante", afirmou.

Nesta quinta-feira a equipe fez o primeiro treino do ano com a presença dos jornalistas no CT são-paulino. Foi apenas um trabalho físico leve, com corridas pelo campo e sem bola. Neste momento, 25 jogadores integram o elenco, embora Lugano e o lateral-esquerdo Mena estejam para chegar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.