Rodrigo Caio pede São Paulo atento com jogo 'mais duro'

Fora da vitória do último domingo sobre o Bahia pelo Campeonato Brasileiro para cumprir suspensão automática, o volante Rodrigo Caio retorna ao São Paulo no jogo desta quarta-feira com a Universidad Católica, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. E ele destaca que o time precisará se adaptar ao estilo de jogo, com mais pegada e lances viris, da competição para voltar do Chile classificado para a próxima fase.

AE, Agência Estado

22 de outubro de 2013 | 15h29

"É uma competição totalmente diferente do Campeonato Brasileiro. A formação dos times de fora e o jeito de jogar são mais duros. A bola corre mais e o juiz costuma dar poucas faltas. Mas quero ajudar o máximo possível, porque o mais importante é poder conseguir a classificação para as quartas de final", disse.

Poupado no primeiro jogo com a Universidad Católica, o empate por 1 a 1 no Morumbi, Rodrigo Caio é presença constante nas partidas do São Paulo nesta temporada, tanto que não tinha ficado fora de nenhum confronto no Campeonato Brasileiro até o jogo com o Bahia. Assim, ele revelou que aproveitou o raro descanso para visitar a família no último fim de semana em Dracena, no interior paulista, e voltar renovado visando uma nova série de jogos.

"Fui para a minha cidade para rever a família, porque isso é muito importante. Já fazia um tempinho que não via meus avós e tios. Sempre que consigo um tempo livre, gosto de ir pra lá recarregar a bateria e voltar mais forte", comentou.

Com o resultado do jogo de ida, o São Paulo precisa vencer no Chile ou empatar com gols. Nova igualdade por 1 a 1 levará a definição do classificado às quartas de final da Sul-Americana para a disputa dos pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.