Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Sem espaço no São Paulo, Rodrigo Caio procura clube para jogar em 2019

Zagueiro já quase saiu algumas vezes e, após nova tentativa frustrada, tenta achar um time para a próxima temporada

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2018 | 17h11

Rodrigo Caio não deve continuar no São Paulo para a próxima temporada. A diretoria do clube já informou aos representantes do atleta que ele está liberado para procurar clube, mas, caso não tenha êxito, terá que se reapresentar com o restante do elenco normalmente, em janeiro.

O jogador tinha conversas com o Barcelona e chegou a fazer exames médicos para assinar contrato, mas as conversas esfriaram após o time espanhol anunciar o acerto com o colombiano Jeison Murillo, do Valencia. No momento, o São Paulo e o estafe do jogador procuram outros clubes interessados em seu futebol.

Formado no São Paulo, Rodrigo Caio está no clube há oito anos e a visão que a diretoria do clube e até mesmo pessoas ligadas ao jogador é que chegou o momento dele sair. No ano passado, ele perdeu bastante espaço e chegou a ficar no banco de reservas.

Rodrigo Caio tenta deixar o São Paulo desde 2015. Na época, ele chegou a fazer exames médicos para defender o Valencia e foi reprovado nos testes. Meses depois, teve uma oferta do Atlético de Madrid, entretanto, as conversas não evoluíram.

Neste ano, pouco antes da Copa do Mundo, ele recebeu uma oferta do Real Sociedad, mas recusou por entender que a saída do São Paulo o deixaria mais distante de uma vaga para a Copa do Mundo.

Embora a prioridade de Rodrigo Caio seja atuar no exterior, uma porta que se abre e pode ser uma opção é o acerto com o Flamengo. O clube se manifestou interessado no jogador e pode formalizar uma proposta em breve. Enquanto isso, o defensor, que chegou a ser titular absoluto e inquestionável na equipe tricolor, tenta deixar o clube, onde parece perder cada dia mais espaço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.