Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Rodrigo Dourado não treina e vira dúvida no Inter para encarar o Palmeiras

Volante tem dores no joelho esquerdo após pancada sofrida em jogo da Copa Libertadores

Redação, Estadão Conteúdo

03 de maio de 2019 | 15h46

O Internacional encerrou na manhã desta sexta-feira a preparação para a partida contra o Palmeiras, no sábado, às 19 horas, no Allianz Parque, com uma preocupação. O volante Rodrigo Dourado não participou do último treino e virou dúvida para o duelo da terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Dourado se recupera de dores no joelho esquerdo desde que sofreu entorse em partida da Copa Libertadores, contra o Palestino, do Chile, e permaneceu na academia fazendo trabalhos específicos enquanto o elenco treinava no Beira-Rio, em atividade fechada para a imprensa, com exceção dos primeiros minutos.

O técnico Odair Hellmann comandou um trabalho tático no gramado e só não contou com Rodrigo Dourado. Se o volante e capitão, que revelou que tem jogado no sacrifício, não puder atuar, o treinador tem como principais opções Rithely e Rodrigo Lindoso. Os outros jogadores titulares devem ser os mesmos que venceram o Flamengo na última quarta-feira.

A delegação do Inter embarca na tarde desta sexta para a capital paulista em busca da primeira vitória fora de casa pelo Brasileirão. Depois de enfrentar o Palmeiras, o grupo viaja a Buenos Aires, na Argentina, onde mede forças com o River Plate na terça-feira, pela rodada final da fase de grupos. O time gaúcho já está garantido nas oitavas de final do torneio sul-americano.

CONFIANTE

Antes do treinamento, o lateral-direito Zeca concedeu entrevista coletiva em que exaltou o bom momento do Inter e diz que ele renovou sua autoconfiança depois das boas atuações recentes.

"Eu faço o meu trabalho para poder fazer as boas partidas. É um bom momento. Não o Zeca, o grupo, em si, foi bem. Em todos os aspectos. Procuramos manter os pés no chão. É um começo. Tem muita coisa pela frente. Mas claro que atuações boas te dão autoconfiança para fazer um bom jogo", declarou o lateral-direito.

Sobre a partida, o lateral disse que a estratégia do Inter para vencer o atual campeão brasileiro passa por não ceder espaços ao ataque rápido do Palmeiras, que é a maior virtude do rival, segundo Zeca. "Vamos buscar marcar em cima, não deixar dominar muito a bola. A maior virtude é não deixar dominar e ir para frente. É onde eles têm maior qualidade. Temos que ter atenção".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.