Celio Messias/Estadão
Celio Messias/Estadão

Rodriguinho destaca clima de decisão e vê placar injusto para o Corinthians

Meia afirma que a equipe entrou com a obrigação de vencer a partida contra a Caldense

O Estado de S.Paulo

09 Fevereiro 2017 | 00h09

O Corinthians derrotou a Caldense por 1 a 0 nesta quarta-feira, em Poços de Caldas, e avançou para a Segunda Fase da Copa do Brasil. A mudança no regulamento da competição e o placar magro foram destacados pelos jogadores corintianos ao final da partida. Para Rodriguinho, autor do gol da vitória, o jogo teve um ar de decisão e o resultado acabou sendo injusto.

"Teve um clima de decisão e esses jogos são perigosos. Entramos com a obrigação de ganhar mesmo na casa do adversário. Claro que viemos para ganhar o jogo, conseguimos, o placar foi magro, mas não fala o que foi realmente o jogo", disse o meia, em entrevista à TV Globo. Com a mudança no regulamento, a primeira e segunda fase são realizadas em jogo único, tendo o time de pior colocação no ranking da CBF jogando em casa.

O lateral-direito Fagner, que cruzou a bola para Rodriguinho marcar, destacou a boa movimentação da equipe. "Foi importante a vitória. Nos sabíamos que seria um jogo difícil e quando colocamos a bola no chão e conseguimos triangular, chegamos pelos lados, fizemos o goleiro deles trabalhar e mostramos consistência", comemorou o jogador.

Jô revelou que o técnico Fábio Carille pediu para ele mudar o estilo de jogo para a encarar a equipe mineira."A gente está se conhecendo, buscando o entrosamento e fazendo o que ele (Carille) pede. Ele pediu para eu não ficar na área, sair pelos lados e buscar a bola. Não é minha característica, mas não posso pensar só em mim", explicou.

Na próxima fase, o Corinthians enfrenta o vencedor de Brusque-SC e Remo, que se enfrentam na próxima quinta-feira, dia 16. No Campeonato Paulista, o time volta aos gramados no sábado, quando encara o Santo André, na Arena Corinthians. 

Mais conteúdo sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.