Roger avalia que Atlético-MG fugiu das suas características em derrota na Bolívia

Treinador admite que time teve pouca produção ofensiva contra o Jorge Wilstermann

Estadão Conteúdo

06 de julho de 2017 | 09h34

O técnico Roger Machado avaliou que o Atlético Mineiro falhou ao mudar o seu estilo de jogo na derrota para o Jorge Wilstermann por 1 a 0, na noite de quarta-feira, no duelo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, realizada em Cochabamba. Na sua avaliação, exagerou na aposta nos lançamentos, a mesma estratégia do time boliviano, fugindo das suas características.

"Acho que o nosso erro fundamental e determinante para sair, principalmente do primeiro tempo, em desvantagem foi que, depois do início, quando a gente conseguiu se aproximar para jogar, tendo em vista que o adversário joga muito em bola lançada, em profundidade, passamos a usar do mesmo expediente e brigar pela primeira e segunda bola. Fugimos da nossa característica, dando a vantagem ao adversário nesse tipo de jogo", disse.

Roger apontou alguma evolução no Atlético-MG no segundo tempo, após ir ao intervalo perdendo por 1 a 0. O treinador, porém, reconheceu que o time teve pouca produção ofensiva, exibindo pouca força para evitar a derrota na Bolívia.

"Já no segundo tempo, com as mudanças, conseguimos nos aproximar um pouco mais, ter mais a bola e entrar no campo do adversário. Conseguimos uma bola na trave com o Rafael Moura, no final, que poderia ter no dado o empate, mas foi pouco. mas foi pouco. Foi pouca a nossa produção, principalmente pelo equívoco de igualar o jogo em bolas aéreas, e a gente não estava feliz e nem muito próximo para conseguir esse tipo de jogo", analisou.

Com a derrota, o Atlético-MG precisará de um triunfo por dois gols de diferença, em 9 de agosto, para avançar às quartas de final da Libertadores. E Roger conta com o apoio do torcedor para ajudar o time a reverter a situação em Belo Horizonte.

"A gente nem precisa pedir porque sabe que o torcedor sempre comparece para nos ajudar. A casa cheia do adversário não nos intimidou, mas a gente sabe que o nosso torcedor, em casa, tem o costume de pressionar muito e isso faz a diferença a nossos favor", afirmou.

Antes disso, o Atlético-MG terá diversos compromissos. E o primeiro deles será no domingo, quando o time vai encarar o Botafogo, no Engenhão, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.